Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Ruthinéa de Moraes
4Número de Fãs

Nascimento: 1 de Junho de 1930 (68 years)

Falecimento: 24 de Julho de 1998

Rio de Janeiro - Brasil

Ruthinéa de Moraes da Silva. Atriz. Intérprete de forte temperamento dramático, presente sobretudo em peças que apresentam tipos brasileiros bem marcados, papéis que ela representa com desenvoltura.

Já graduada em letras, forma-se como atriz e diretora pela Escola de Arte Dramática, EAD, faz sua estréia profissional em 1958, no espetáculo duplo A Lição e A Cantora Careca, ambas de Eugéne Ionesco, dirigido por Luís de Lima, produção do Teatro Maria Della Costa, TMDC.

Em 1966 brilha como a prostituta Neusa Suely, na primeira montagem da peça "Navalha na Carne", de Plínio Marcos. Atua em inúmeras outras, como "Quarto de Empregada", "Gimba", "A Semente" e "Soraia Posto 2", onde ganha os prêmios Saci e Governador do Estado.

Estréia no cinema em 1966 no filme "Três Histórias de Amor", de Alberto D´Aversa, seguindo-se "A Marcha" (72) e "O Dia do Gato" (88), entre outros.

Ruthinéia de Moraes participou de mais de 70 novelas em todos os canais de televisão. Entre seus maiores sucessos está a novela Vitória Bonelli, com a qual foi premiada com o Troféu Helena Silveira em 1972. Também teve participação marcante nas novelas A Menina do Veleiro Azul (Ivani Ribeiro), Meu Rico Português (Geraldo Vietri), Tchan a Grande Sacada (Marcos Rey), O Machão (Sérgio Jockyman) e Cara a Cara (Vicente Sesso).

Com Denoy de Oliveira rodou três filmes, sendo que o cineasta foi o responsável por sua volta às telas em 1997, depois de 10 anos afastada, em "A Grande Noitada", seu último filme.

Em 1998 retorna ao teatro, na peça "Laços Eternos".

Morreu de ataque do coração.