Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Sandro Solviatti
3Número de Fãs

Nascimento: 1 de Janeiro de 1937 (56 years)

Falecimento: 1 de Janeiro de 1993

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Sandro Solviatt, também creditado como Sandro Solviatti, nasceu no Rio de Janeiro e estreou no cinema em 1978 no filme "O Gigante da América".

Seus principais trabalhos no cinema foram "O Tronco"; "Oceano Atlantis" (1993); "Oswaldianas" (1992); "Perigo Negro" (1992); "Matou a Família e Foi ao Cinema (1991)"; "Vai Trabalhar, Vagabundo II" (1991); "O Quinto Macaco" (1990); "O Escorpião Escarlate" (1990); "Um Trem para as Estrelas (1987)"; "Churrascaria Brasil" (1987); "Ele, o Boto" (1987); "Os Trapalhões no Auto da Compadecida" (1987); "Areias Escaldantes" (1985); "Brás Cubas" (1985); "O Rei do Rio" (1985); "Memórias do Cárcere" (1984); "Para Viver Um Grande Amor" (1984); "Quilombo" (1984); "Atrapalhando a Suate" (1983); "Bar Esperança" (1983); "Gabriela, Cravo e Canela" (1983); "Inocência" (1983); "Beijo na Boca (1982)"; "Pra Frente, Brasil" (1982); "Aventuras de um Paraíba" (1982); "O Homem do Pau-Brasil" (1982); "Índia, a Filha do Sol" (1982); "Rio Babilônia" (1982); "O Segredo da Múmia" (1982); "Tabu" (1982); "Eu Te Amo" (1981) e "Os Sete Gatinhos" (1980).

Na TV, Sandro Solviatt participou das novelas "De Corpo e Alma" (1992); "Kananga do Japão" (1989); "Helena" (1987) e "Roque Santeiro" (1985), além das minisséries "Grande Sertão: Veredas" (1985) e "A Máfia no Brasil" (1984).

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.