Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Tereza Rachel

Tereza Rachel

Nomes Alternativos: Teresinha Brandwain de La Sierra | Teresinha Malka Brandwain Taiba de La Sierra

18Número de Fãs

Nascimento: 19 de Agosto de 1935 (80 years)

Falecimento: 2 de Abril de 2016

Nilópolis, Rio de Janeiro - Brasil

Teresinha Malka Brandwain Taiba de La Sierra (Nilópolis, 19 de agosto de 1935 - Rio de Janeiro, 2 de abril de 2016), adotou o nome artístico de Tereza Rachel, foi uma atriz e produtora brasileira de peças teatrais.

Iniciou a sua carreira em 1955 com a peça Os Elegantes, de Aurimar Rocha, mas ficou conhecida pelas interpretações de personagens inquietantes e grandes vilãs nas telenovelas brasileiras. Fez personagens marcantes como a fútil Clô Hayalla na telenovela O Astro (1978), a temperamental Marta Gama em Baila Comigo (1981), a megera Renata Dumont em Louco Amor (1983) e a inesquecível Rainha Valentine do Reino de Avilan em Que Rei Sou Eu? (1989) e a neurótica Francesca Ferreto em A Próxima Vitima (1995).

Fundou nos em 1971 o Teatro Tereza Rachel, adquirido através de um financiamento. O primeiro show no local foi da cantora Gal Costa. Entre os nomes que se apresentaram no espaço estão Paulo Gracindo, Bibi Ferreira, Marília Pêra, Sérgio Britto, Juca de Oliveira, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Novos Baianos e Luiz Gonzaga. Nesse mesmo teatro produzindo e atuando em "A Mãe", texto do polonês Stanislaw Witkiewicz, com direção do francês Claude Régy. Por seu trabalho, recebe o Prêmio Molière de melhor atriz do ano. O teatro abrigou espetáculos de êxito nos anos 80. Tereza produziu peças inéditas ligadas à vanguarda, fazendo de sua casa de espetáculos grande destaque do teatro carioca do período. Na metade da década de 1990, a atriz foi obrigada a arrendar o teatro para a Igreja Universal do Reino de Deus, devido a dificuldades na manutenção. O ator e diretor Miguel Falabella lutou para conseguir reabrir o teatro e, após negociações com a Prefeitura do Rio, conseguiu o tombamento no local. Em 2012, o espaço voltou a funcionar e passou se chamar Net Rio - Sala Tereza Rachel.

Foi casada com um espanhol e, posteriormente, com o cineasta Ipojuca Pontes.

Em 1974, recebeu o Troféu APCA e o Kikito no Festival de Gramado, de melhor atriz pelo filme ''Amante Muito Louca'', dirigido por Denoy de Oliveira.

Em 1978 houve um suspense adicional na reta final da novela O Astro. Tereza Rachel (que vivia Clô Hayala) sofreu um grave acidente automobilístico em junho de daquele ano. O Passat de Tereza capotou quatro vezes e transformou-se num monte de ferragens. Felizmente, Tereza sofreu apenas escoriações e a fratura de um tornozelo, voltando às gravações da novela dias depois.

Em 1990, recebeu o Troféu Imprensa de melhor atriz pela novela ''Que Rei Sou Eu?'', escrita por Cassiano Gabus Mendes.

A crítica Maria Teresa Amaral assim define seu estilo:

"Teresa é um fenômeno - sempre a melhor nos espetáculos que participa. (...) Passa com limpeza e perfeição os sinais imprescindíveis à compreensão. Prática, econômica. Pesquisa estereótipo (...) para controlar a linguagem, permitindo uma troca precisa entre público e ator. (...) É didática. Usa emoção e inteligência para movimentar um referencial comum a muitos. Dosa informação e redundância com arte meio doméstica, mas de cozinheira exímia".