Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > brunosilvestre
38 years (BRA)
Usuário desde Agosto de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Bruno Silvestre Silva de Souza

    Só é possível dizer qual é o melhor filme de Wong Kar-Wai porque em 2000 ele lançou essa obra-prima diante de tantos belos filmes seus. Amor à Flor da Pele mostra a história de Chow (Tony Leung Chiu Wai) que descobre que sua esposa o trai com o marido da sua vizinha Li-Zhen (Maggie Cheung). A partir daí se constrói uma história de sucessivos encontros entre duas pessoas, onde se inicia uma amizade, ficando cada vez mais próximas até perceberem que os sentimentos crescem rapidamente e ficam fora de controle, forçando eles a tomarem uma decisão que não é algo que eles realmente gostariam de fazer. Aliada à forte narrativa, o filme tecnicamente é indefectível com a mão segura do roteiro de Kar-Wai, a química inigualável do casal central de atores, além dos eternos colaboradores que quase são “personagens” do filme como: a fotografia de Christopher Doyle, a trilha sonora de Shigeru Umebaysashi e o figurino de Willian Chang. Um filme para ser visto e revisto, sempre nos trazendo à tona, o quê nos faríamos no lugar deles?.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno Silvestre Silva de Souza

    O Lugar em que um Homem Mora (2003) é uma obra de WPC onde percebemos um experimento documental em 3 atos: No primeiro ele faz uso do didatismo histórico para explicar o local citado do título, lembrando o papel político-social da principal religião local, onde se fala também que hoje a(s) igreja(s) tem uma função social protetora das próprias mazelas da sociedade. O segundo ato é o uso das cores, visto antes em Gabbeh (1996) de Mohsen Makhmalbaf e a denúncia social do descaso político paisagem x realidade como em Maranhão 66 (1966) de Gláuber Rocha e depois em O Contador de Histórias (2009) de Luis Villaça, onde a fala de coisas boas contradizem as imagem cruéis apresentadas. Por fim, o ato final com as questões sócio-religiosas do autor/personagem que não se adequa com o ambiente no qual mora?, com as demais pessoas?, com a religião? e talvez nem profissionalmente (o dilema dicotômico: ser crítico ou cineasta?). Caro amigo, a situação social do Brasil em muitas partes melhorou, pois pobres deixaram de ser miseráveis e outras religiões tem mais aceitação hoje em dia; mas o melhor de tudo é a sua definição como artista e como crítico também. Tanto talento não poderia ser canalizado numa única profissão. Acho que a vantagem que eu tenho sobre os demais resenhistas dessa obra é que eu já o "conhecia" nessa época, mesmo que virtualmente e acompanhei à distância o seu crescimento profissional e pessoal. Parabéns pela ousadia de dividir com o então mundo existente as suas angústias e expectativas. A sua identificação mor com a obra talvez seja o reflexo porque ela é que mais fala de você mesmo através de si próprio. Como recriminá-lo pelo feito?

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno Silvestre Silva de Souza

    Com Manuel de Oliveira, eu só tinha experiência com O Convento (1995) com os mesmos John Malkovich e Catherine Deneuve, mas a tentativa de explicar a origem e a existência de Shakespeare, no filme é pouco desenvolvida, perdida em tramas paralelas, que nos confundem qual seria a história principal do filme. Nesse Um Filme Falado (2003), através da mãe portuguesa (professora de história) que durante a viagem, explica para a filha partes importantes da história mundial de uma forma envolvente. Numa determinada cena, 4 personagens com nacionalidades diferentes (americana, francesa, italiana e grega) falam nos seus respectivos idiomas e são compreendidos normalmente, um paradoxo que quando pessoas falam sobre o mesmo tema e numa certa fluência são capazes de se entenderem, mesmo sem falar o mesmo idioma. A inocência da menina portuguesa que acredita em tudo que a mãe fala, nos deixa a impressão que o diretor acredita no futuro da humanidade, com uma visão otimista.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Wesley PC>
    Wesley PC>

    É o trauma de envelhecer... As perdas que se acumulam! (WPC>)

  • Wesley PC>
    Wesley PC>

    Excelente inserção esta sua homenagem ao Jonathan Demme... Ainda não vi seus filmes mais recentes, estes musicais, inclusive o documentário sobre a turnê do Justin Timberlake. Verei em tua homenagem....

    Eu estive sem computador por alguns meses, por isso, fiquei afastado do Filmow ao longo de vários meses. Mas estou voltando com a corda toda (risos). Aos poucos, vou restabelecendo o diálogo da maneira devida, camarada.

    Abraço! (WPC>)

  • Filmow
    Filmow

    O Oscar 2017 está logo aí e teremos o nosso tradicional BOLÃO DO OSCAR FILMOW!

    Serão 3 vencedores no Bolão com prêmios da loja Chico Rei para os três participantes que mais acertarem nas categorias da premiação. (O 1º lugar vai ganhar um kit da Chico Rei com 01 camiseta + 01 caneca + 01 almofada; o 2º lugar 01 camiseta da Chico Rei; e o 3º lugar 01 almofada da Chico Rei.)

    Vem participar da brincadeira com a gente, acesse https://filmow.com/bolao-do-oscar/ para votar.
    Boa sorte! :)

    * Lembrando que faremos uma transmissão ao vivo via Facebook e Youtube da Casa Filmow na noite da cerimônia, dia 26 de fevereiro. Confirme presença no evento https://www.facebook.com/events/250416102068445/