Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > renatho
112 years, Santana do Livramento (RS) (BRA)
Usuário desde Agosto de 2010
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Escrevo para teatro, mas cinema sempre foi minha grande paixão. Atualmente tenho enveredado por outros caminhos e estou lançando o livro OS MENINOS DE GATEVILLE. Nele, acho que consegui colocar um pouco de minhas referências literárias e cinematográficas. Cada pessoa que lê encontra: Arquivo X, Millenium, Stephen King, Sexto Sentido... ainda bem que só encontraram boas referências, por enquanto!
Se alguém quiser conhecer um pouco desse livro: www.osmeninosdegateville.blogspot.com

Últimas opiniões enviadas

  • Renatho Costa

    Ainda que seja uma série patética por seu cunho ideológico e não apresentar isso de maneira isenta os fatos, pois alguns dirão que o diretor constrói um panorama amplo da corrupção e inclusive faz críticas à oposição, é notório que ele somente lança mão desse recurso para pseudojustifjcar seu argumento. Duas cenas mostrando a oposição e 8 episódios de 50 minutos para o restante de seu argumento. Mas deixando de lado esse aspecto ideológico de manipular a história, a série é fraca por sua deficiência em construir personagens além da caricatura. Alguns poderão dizer que "eles eram assim" mas quando expostos na tela parecem piada, e, nesse caso, o diretor deveria ter dosado melhor a interpretação. Também, o personagem de Selton Mello é a coisa mais aberrativa que poderia existir. Não por sua gana por vingança, mas pela sua falta de veracidade. O ator até tenta dar profundidade aos aspectos psicólogicos do personagem, mas não faz sentido. Uma vingança que chega a tamanho absurdo que se perde em sim. A capacidade que o personagem tem de interferir na investigação é algo que soa como uma piada. Um personagem inverossímil. Sua família é o que há de mais patético e estereotipado nesses tipos de filmes. A mulher dele não faz qualquer sentido na trama, mais se parece com um personagem de The Walking Dead, uma zumbi. E, para piorar, a maneira com que o personagem de Selton Mello "descobre" como funciona "o mecanismo", lembrou as soluções de "Maria do Bairro", um clássico das novelas mexicanas. Bom, é uma somatória de personagens e situações que somente mostram que o que o diretor queria mesmo era fazer uma obra panfletário e ter Selton Mello no elenco a qualquer preço, se não como o juiz patético da série, como um vingador (a cena final poderia até ser uma alusão ao Batman Dark Knight, um herói que o país precisa, ainda que não seja o que ela merece). A única parte boa da série é sua qualidade técnica, mas isso já seria de se esperar com a quantidade de dinheiro que a Netflix colocou na produção. Padilha usa recursos da Netflix para começar a propaganda eleitoral desse ano. Esperava-se mais de um diretor que tanto se destacou e que criou Narco, além de Tropa de Elite, etc.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Renatho Costa

    Uma dificuldade muito grande em continuar assistindo essa segunda temporada. Na primeira os personagens eram mais interessantes e a trama gerava expectativa, nessa segunda, além de termos personagens que praticamente se tornaram figurantes, as tramas se resolvem em cada capítulo e por isso, são de uma superficialidade ímpar. Tudo parece que acontece e se resolve como um passe de mágica. E o pior, esse presidente é algo patético, os posicionamentos buscam fazer um contraponto ao que Kevin Spacey fazia em House of Cards. Mas nesse caso, o "bom mocismo" do personagem de Kiefer Sutherland beira o surreal. No intuito de "defender os valores estadunidenses" ele praticamente faz discursos moralistas. Muito cansativo. A série se perdeu no formato e hoje o grande desafio é ver se dá para aguentar chegar até o final.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Filmow
    Filmow

    Acho que você não entendeu. O filme é liberado quando lançado em qualquer lugar do mundo.

  • Filmow
    Filmow

    Renatho, essa pergunta só é feita quando o filme está bloqueado para marcação. Os filmes que ainda não foram lançados são bloqueados. A pergunta serve para descobrirmos onde o filme foi exibido para desbloquearmos o cadastro.

  • Filmow
    Filmow

    Renatho Costa,

    Como o filme La Casa de Papel (2ª Temporada) (http://filmow.com/la-casa-de-papel-2a-temporada-t248471/) ainda não está sendo exibido comercialmente, o sistema removeu a sua indicação “já vi”. Caso você tenha assistido à obra em alguma mostra ou festival, por favor, confirme data e local no formulário abaixo para reabilitar a sua marcação.

    Esta medida está sendo tomada para zelar pela veracidade e credibilidade do conteúdo publicado no Filmow, reforçando a relação de confiança entre o site e seus usuários.

    Obrigado pela colaboração.
    Equipe Filmow