Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Vanessa Paradis
118Número de Fãs

Nascimento: 22 de Dezembro de 1972 (44 years)

Saint-Maur-des-Fossés, Val-de-Marne - França

Vanessa Paradis é uma das mais conhecidas cantoras francesas da sua geração.

Desde cedo, sempre gostou de cantar e o seu sucesso começou com uma interpretação no programa da televisão francesa L'école des fans, que dá às crianças a oportunidade de mostrarem as suas primeiras performances.
A sua apresentação foi no dia 3 de Maio de 1980, quando ela cantou "Emile Jolie". Tinha 8 anos.

Poucos anos depois, com treze anos, gravou um single chamado "La magie des suprises parties", que nunca chegou a ser lançado, sendo as poucas cópias existentes a maior relíquia para os seus fãs.

O seu sucesso começou com a ajuda do tio e agente, Didier Pain, um produtor fonográfico.

Certo dia Vanessa visitou o tio que trabalhava em estúdio com um cantor americano numa canção que falava de um motorista de táxi que cruzava Paris atrás de rumba, Vanessa adorou e perguntou ao tio se poderia cantá-la. Surge então "Joe le Taxi" com música de Frank Langolff e letra de Etienne Roda Gil, um single editado em quinze países (no Brasil, virou hit na voz de Angélica, Vou de Táxi), ficando semanas a fio em muitos dos tops nacionais. Vanessa Paradis tinha então catorze anos e deu um salto para a fama.

Em 1988 lançou M & J, sendo o seu primeiro trabalho como cantora. Face ao sucesso alcançado por "Joe le Taxi", que vendeu 3 milhões de cópias em todo o mundo, Etienne Roda Gil e Frank Langolff juntam-se para com ela lançarem um álbum.

O segundo disco Variations sur le mêmme t'aime foi lançado em 1990, com a colaboração do famoso e prestigiado cantor francês Serge Gainsbourg, que foi o autor das letras, ficando a música novamente a cargo de Frank Langolff.

A sua primeira experiência no cinema foi em 1989 com o filme Noce Blanche (Boda Branca), onde ela interpreta uma lolita que seduz um professor. Por este filme ganhou o César (considerado o Oscar do cinema francês) de atriz revelação pela sua marcante interpretação.

Embora a experiência não tenha sido das melhores, já que Vanessa teve problemas com o diretor Jean-Claude Brisseau, ela não perdeu o entusiasmo e disse: "Mesmo que a experiência em Noce Blanche tenha sido horrível, eu descobri que adoro representar".

Vanessa ainda cedo se afirmou também como modelo aparecendo nas capas das principais revistas de moda, cinema e entretenimento.
Em 1991 foi escolhida pela sua graciosidade para a campanha publicitária do perfume "Coco" de Chanel e fotografada por Jean-Paul Goude.

A campanha foi na altura muito polémica, e por muitos intitulada de machista e sexista pois vanessa aparece no anúncio balançando-se graciosamente num trapézio como uma ave numa gaiola dourada, num spot realizado por Jean-Paul Goude.

Em 1992 Vanessa foi para os Estados Unidos com o objectivo de fazer um disco totalmente em inglês. Deste seu grande projecto surge aquele que muitos dizem ser o seu melhor disco de sempre e ao qual atribuíu simplesmente o nome Vanessa Paradis.

Integralmente produzido pelo então seu namorado, Lenny Kravitz, este disco, foi uma nova rampa de lançamento tornando Vanessa conhecida fora da Europa e dando origem à sua primeira tournée mundial, "Natural High Tour".

Em Abril de 1993 num dos concertos da tounée, gravou no Olympia de Paris o seu primeiro álbum ao vivo Vanessa Paradis Live.

Nos anos seguintes Vanessa Paradis deixou meio de lado a sua carreira como cantora para se dedicar ao cinema.

Em 1995, Vanessa faz o papel de "Marie" em Elisa e contracena ao lado do veteraníssimo Gérard Depardieu, que interpreta o seu pai.

Em 1997 Vanessa também é estrela de um novo filme, Un amour de sorcière, dirigido por René Manzor e produzido por Christian Fechner, onde faz o papel de "Margana", mãe de "Artur" e contracena novamente com grandes nomes do cinema como Jean Reno e Jeanne Moureau, num filme cheio de fantasia, romance e efeitos especiais.

Em 1998 no filme Une chance sur deux, Vanessa interpreta "Alice Tomaso", uma jovem problemática dividida entre o amor de dois pais.

No dia 17 de Janeiro de 1998, quando andava numa moto de neve no Quebeque, Canadá, Vanessa sofreu um acidente e partiu a perna direita em quatro sítios, sendo imediatamente levada para Paris, onde foi internada no Hospital Pitié-Salpêtrière, sofrendo uma intervenção cirurgica no dia 20 de Janeiro. Este acidente impossibilitou que Vanessa participasse da promoção do filme, Une chance sur deux, não impossibilitando que mesmo assim fosse fotografada para revistas como a ELLE ou a Paris Match.

Ainda em 1998, Vanessa começou um novo projeto, o filme La fille sur le pont (A mulher e o atirador de facas), que concorreu em 8 categorias no 25ª edição dos César, no ano 2000, entre elas a de melhor atriz, para Vanessa. La fille sur le pont concorreu nas categorias de melhor: melhor filme, diretor, ator, atriz, cenário, fotografia, som e montagem. Foi o filme, que a par com Joana d'Arc, mais indicações recebeu.

Em Outubro de 2000, oito anos após o último disco de originais Vanessa Paradis volta com Bliss, onde ela própria e Johnny Depp escreveram algumas das letras e músicas, e onde se pode ouvi-la cantar algumas músicas dedicadas à filha.

Com saudade dos palcos, em 2001 Vanessa regressa com a "Bliss Tour" aos espectáculos ao vivo, dando vários concertos pela Europa, começando no Olympia e no Zenith, também em Paris, onde foi gravado o seu segundo álbum ao vivo, Vanessa Paradis Au Zenith.

Em 2004 voltou ao cinema e realizou um dos seus sonhos de longa data, cantar num filme ao estilo de um musical, ao cantar "Ma Pétroleuse" no filme Atomik Circus - Le retour de James Bataille dos irmãos Poiraud.

Neste ano ainda Vanessa Paradis voltou a ser a imagem da Chanel ao ser a protagonista de uma campanha de malas.

Em 2005 poderemos vê-la no filme Mon ange, na pele de "Colette", do diretor Serge Frydman.

O seu último trabalho de originais surge em 2007, ao fim de sete anos. Divinidylle, é um hino à felicidade do seu romance de longa data com Johnny Depp.

Foi considerado o disco do ano pela crítica, dando a Vanessa os prémios de "melhor interprete feminina do ano" e o "álbum do ano" nos "Victoires de la musique", os "grammies" da música francesa.

Em 2007 podemos ainda vê-la num novo filme La Clef de Guillaume Nicloux.

De regresso aos concertos, Vanessa iniciou em Outubro de 2007 uma série de concertos pela França terminando nos festivais de verão em 2008.

Desta tournée surge o discoDivinidylle Tour, lançado em Setembro de 2008.

Em Outubro de 2008 Vanessa Paradis protagoniza a campanha de Outono/Inverno da marca de malas e acessórios Miu Miu.

Vanessa Paradis conheceu Johnny Depp em Junho de 1998 em Paris e vivem juntos desde então.
Têm dois filhos: Lily-Rose Melody Depp, nascida em 27 de Maio de 1999, e Jack John Depp, nascido em 9 de Abril de 2002.