Dunas do Barato

2017

Dunas do Barato

Dirigido por:
Média geral 4.6
baseado em 7 votos
Sua avaliação:
salvando

Contar, através de depoimentos e pesquisa iconográfica, a história do Píer de Ipanema. Símbolo de liberdade em plena ditadura, o Píer acabou transformado em ponto de encontro de surfistas, artistas e intelectuais que influenciaram toda uma geração. Com cenas inéditas de personalidades com Gal Costa e Peti.
A série documental de Olívio Petit resgata um pequeno pedaço dessa memória a partir de depoimentos de quem vivenciou essa história. O programa, dividido em cinco capítulos temáticos, resgata imagens históricas da praia de Ipanema, contextualizando o momento político do Brasil à época, quando a ditadura militar ainda enfrentava seu período mais crítico.
A praia de Ipanema é um dos cartões-postais mais conhecidos do Rio de Janeiro. No início da década de 1970, as águas da zona sul carioca abrigaram um grande píer, e a orla teve sua paisagem radicalmente alterada.

A construção, projetada para erguer um emissário que levaria o esgoto da cidade ao mar, propiciou também o surgimento de ondas perfeitas para surfistas e dunas que impediam a visão de pedestres no asfalto. A soma desses fatores é responsável pela idealização de um ponto fértil para o nascimento da contracultura, lugar preferido de atletas, poetas, artistas e revolucionários.
Rio de janeiro, 1970, período pós-tropicalista e o Brasil fervia as consequências do regime militar. Foi onde, os surfistas já tomavam lugar e mais precisamente no Píer de Ipanema, Gal Costa teve a idéia de estender sua tanga para pegar um bronze e curtir um dia de sol. Isso bastou para que o píer, que posteriormente ficou conhecido como "Dunas da Gal" ou "Dunas do Barato", virasse point de encontro de intelectuais, artistas, jornalistas, escritores, etc. Que iam lá pra conversar, expor suas idéias e usar livremente de entorpecentes.
Com direção de Olivio Petit, o trabalho foi idealizado originalmente para ser um longa-metragem e levou quase uma década para ser concluído.
O programa traz depoimentos do ator José Wilker, morto em 2014 e o estilista David Azulay, proprietário da Blue Man, morto em 2009, além de figuras com Jorge Mautner, Jards Macalé, entre outros...
Nas dunas, surf, sexo, drogas, cabelões, estavam liberados. Gal Costa, Sônia Braga, Júlio Bressane, Jorge Mautner, Rogério Sganzerla, Jards Macalé, Jorge Mautner, Leila Diniz, Ziraldo, Evandro Mesquita, e os adolescentes Cazuza, Dadi Carvalho, O surfista Petit (muso inspirador da emblemática música Menino do Rio de Caetano Veloso, imortalizada na voz de Baby Consuelo) e André De Biase, eram figurinhas fáceis naquelas areias. ''Gal simbolizava a gostosura dos anos 70'', sintetiza o humorista José Simão, que também batia ponto nas dunas.
E a gostosura ia virando uma marca.

Estreia Brasil:
2017
Outras datas
Denunciar algo errado
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar:

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.