filmow.com/usuario/brunovasconcelos/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > brunovasconcelos
20 years Porto Alegre - (BRA)
Usuário desde Junho de 2016
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Estudante de psicologia focado na área de psicanálise e cinema.
Na busca de (lou)cura!

Últimas opiniões enviadas

  • Bruno

    O sentimento de nostalgia é bem explorado nessa animação. Existe um contraste entre o mundo adulto e a felicidade da infância, quando os personagens estão mais velhos e em crise existencial o mundo está escuro , chovendo, e passa um sentimento de solidão, enquanto as lembranças da infância são de dias quentes,bonitos e confortáveis (a iluminação do sol deixa as memórias com um caráter dourado como se fossem o tesouro dos personagens). Se mudar para uma cidade grande, envelhecer, estudar e desenvolver uma carreira são coisas que acabam nos absorvendo muitas vezes, o que nos distancia do que realmente nos faz feliz: como um almoço com a família, ver os amigos, frequentar lugares bonitos, escutar música e amar.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno

    O que dizer sobre esse filme?
    Simplesmente uma das coisas mais lindas já feita pela humanidade. Sou meio suspeito pra falar pois curso psicologia e o filme claramente tem um viés psicanalítico. Mas independente disso, acredito que não há como não se surpreender com a arte da animação, que brinca com a realidade dos personagens. Chega até mesmo a brincar com as técnicas de cinema, e com o próprio fato de ser um filme sendo assistido (o filme faz isso quando transforma todo o ambiente em um cinema), para deixar a ficção ainda mais dinâmica.

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Além disso, o que mais me fascina é a complexidade dos 7 personagens principais (Paprika/Chiba, Himuro Kei, Kogawa, Torataro Shima, Morio Osanai, Kakimoto Nobue e o presidente), cada um deles é construído com uma complexa trama pessoal por trás. Isso é mais evidente no caso de Kogawa, pois seus conflitos interiores são alvos do trabalho clínico de Paprilka, e no decorrer da obra ele supera a resistência a terapia e tem um insight que o possibilitou dar uma resolução aos seus conflitos internos, ser peça chave na resolução da trama e aceitar sua vida do jeito que ela é.
    Por outro lado, no caso de Osanai o conflito acabou por levar o personagem a um final trágico que foi retratado de maneira extremamente artística e fascinante, em sua penúltima aparição o personagem está em estado de extremo sofrimento e depois é "desfeito"/"descartado" pelo líder que fortaleceu. Paprika brinca com o complexo edipiano do personagem mais de uma vez na trama, além do seu auge na animação ser exatamente no momento no qual ele adquire o poder para ser o "pai tirânico" e realizar todos seus desejos de maneira egoísta.
    Ademais, um dos momentos que também chama atenção é no diálogo que compara os sonhos a internet. Nos sonhos, nosso filtro interno para as ideias recalcadas está mais fraco e por isso tais ideias assumem elementos da nossa mente e se expressam . Dessa maneira, traumas, inseguranças e desejos são retratados no mundo onírico e a pessoa adquire a possibilidade de entrar em contato com uma parte desconhecida de si mesmo. No início do filme Paprika utiliza o DC-mini em uma prática clínica para ajudar os clientes a desvendar essa parte desconhecida de si mesmo. De forma similar, por causa do anonimato da internet podemos utilizar ela como um espaço no qual nosso eu está livre das correntes morais, sociais, do superego e, teoricamente, das consequências de algumas de suas ações.

    OBS : Quem é fã de inception com certeza nunca viu esse filme.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Bruno

    Lain é uma série de anime cyberpunk cujo roteiro foi feito por Chiaki Konaka, mesmo roteirista de Digimon Tamers (anime que possui uma pegada psicológica ao trabalhar o tema da depressão). Entretanto, Serial Experiments Lain é um anime muito peculiar pois sua narrativa se da de uma maneira complexa para instigar a reflexão sobre diversos temas da filosofia, por esse motivo muitas pessoas não entendem a história (inclusive por não ter deixado certas coisas claras) que para que se tire alguma coisa dela é preciso rever e estudar o anime.
    É interessante notar que o anime foi feito no inicio da era da internet, e mesmo assim já trazia temas como a comunicação virtual, identidade assumida dentro da rede...
    A Wired é um sistema de comunicação virtual global por onde informações estão em constante transito, similar a nossa internet. O anime compara esse sistema com o inconsciente coletivo da psicologia analítica, pois o inconsciente coletivo é a camada mais profundo da psique humana onde se encontram traços funcionais, imagens virtuais e arquétipos("padrões") que seriam compartilhados por toda humanidade, assim como as informações da wired, portanto, essa rede de conhecimento ao atravessar todos nós faz que estejamos todos conectados ("everybody is connected").

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Muitas das coisas bizarras do anime são explicadas pelo projeto KIDS (o lance das crianças com poderes psíquicos que deu errado), que foi estudado e aperfeiçoado por Masami Eiri e os Knights para realizar a manipulação da realidade. O objetivo de tal empreendimento é sobrepor a Wired ao mundo físico, pois se isso ocorresse seria possível manipular tudo através do poder de manipular a wired, pois a wired já permitia que dados dela passassem para pessoas sem nenhuma interface digital. Sendo assim, os seres humanos se tornariam apenas softwares de uma rede que seria controlada por Eiri, já que ele teria colocado secretamento um código (que usa a energia psíquica das pessoas conectadas na wired de forma similar ao projeto KIDS para trazer a wired pro mundo real) no protocolo 7 que o dava total controle sobre a wired. Os homens de terno que Lain pensou ser os Knights no inicío do anime na verdade foram contratados pela empresa que Eiri trabalhava para reaver o controle do protocolo 7.
    Não se sabe exatamente como Lain veio a vida, mas a família dela e seu contexto foram projetados para que o software crido por Eiri se criasse como um humano. Siim, Lain é um ser humano experimental que quando se fundisse a wired abdicando de seu corpo iria finalmente juntar o mundo real com o virtual. Isso não ocorreu pois ao ter se desenvolvido como ser humano Lain pode experimentar diversas coisas e o amor de sua amiga Arisu lhe mostrou que o que deve ser valorizado não está no mundo virtual e na perfeição das máquinas mas sim na experiência humana do momento presente (Present day, present time), onde Lain acha possível encontrar a verdadeira divindade. Para tentar entender isso Masami Eiri cria um corpo para que ele possa experimentar a humanidade novamente, o que culmina com sua eliminação por Lain que então reseta o mundo e exclui as memorias sobre que as pessoas teriam dela pois sem seguidores ela não seria um deus, e com seus poderes poderia garantir que ninguém o fosse.
    E para aqueles que ficaram com dúvida do que aconteceu com Mika, a irmã de Lain, foi dito pelos criadores que como ela estava saindo do script de irmã da família de mentirinha de Lain os Knigths hackearam a mente dela e substituiram sua consciência por um programa de telefone.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.