Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Jack Nicholson

Jack Nicholson

Nomes Alternativos: John Joseph Nicholson

15476Número de Fãs

Nascimento: 22 de Abril de 1937 (79 years)

Manhattan, New York City, New York - Estados Unidos da América

O ator, cineasta, produtor e roteirista John Joseph "Jack" Nicholson nasceu em Nova Iorque no ano de 1937. Sua mãe descendente de italianos e ingleses, June Frances Nicholson (nome artístico: June Nilson), era artista e dançarina quando se envolveu com o ítalo-americano Donald Furcillo (nome artístico: Donald Rose), um homem casado. O pai de Jack Nicholson tornou-se bígamo e chegou a casar-se novamente.

June continuou com sua carreira artística, sendo assim, Jack Nicholson cresceu acreditando que seus avós eram seus pais. Na época garoto, foi criado pelos pais de sua mãe e só descobriu a verdade no ano de 1974, quando sua avó e sua mãe (que ele achava ser sua irmã) haviam falecido (1963 e 1970, respectivamente).

Jack Nicholson declarou que não sabe ao certo quem é seu pai. Apesar de Furcillo afirmar ser o pai de Nicholson, em sua biografia “A Vida de Jack”, publicada em 1995, o autor Patrick McGilligan diz que Eddie King, empresário de June, poderia ser o pai, e outras fontes sugeriram que June Nicholson não estava certa sobre a paternidade. Jack escolheu não fazer o teste de DNA.

Em sua vida pessoal adulta, Jack Nicholson casou-se apenas uma vez, mas manteve relacionamentos com mulheres lindas e famosas, o mais duradouro com a atriz Anjelica Huston – cerca de 17 anos.

O diretor Roger Corman foi o principal responsável pelo destino artístico de Jack Nicholson. Notando o potencial do jovem Nicholson, Corman lhe conseguiu seu primeiro papel, como o delinquente juvenil suspeito de assassinato protagonista de ''The Cry Baby Killer'' (1958). Dois anos depois, roubaria a cena na obra máxima de Corman como um paciente masoquista em um consultório odontológico, ''A Loja dos Horrores” (Little Shop of Horrors), consolidando-se como uma figura eminente no terror B underground.

Nicholson estourou em Hollywood no final dos anos 60, ao envolver-se com um discreto projeto independente chamado ''Sem Destino'' (Easy Rider), juntamente com Peter Fonda e Dennis Hopper. O filme que então definiria o conceito de “road movie” tornou Jack um astro, o ator capturou com perfeição o espírito da contracultura hippie que imperava nos EUA e foi indicado ao seu primeiro Oscar. Na trama, Jack Nicholson vivia um advogado com problemas de alcoolismo que cruzava o país de moto em busca de aventura e de auto-conhecimento.

Outros trabalhos pelos quais Jack é bastante reconhecido: The Last Detail, de Hal Ashby (1973); Chinatown, de Roman Polanski (1974); Um Estranho no Ninho (One Flew Over the Cuckoo's Nest), de Milos Forman (1975), pelo qual recebeu seu primeiro Oscar; O Iluminado (The Shining), de Stanley Kubrick (1980) e Melhor É Impossível (As Good as It Gets), de James L. Brooks (1997), pelo qual recebeu seu segundo Oscar.

Jack Nicholson também ganhou um Oscar de “melhor ator coadjuvante” por seu papel em Laços de Ternura (Terms of Endearment), de James L. Brooks (1983).

Curiosidades

Baseado em um livro homônimo escrito por Ken Kesey, “Um Estranho No Ninho” é o DVD mais vendido de Jack Nicholson na internet e foi um dos poucos filmes a ganhar os cinco prêmios principais no Oscar (melhor filme, diretor, ator, atriz e roteiro adaptado), além de seis prêmios no Globo de Ouro e oito no BAFTA (British Academy Film Award).

Sabe-se que o ator tem quatro filhos de três relacionamentos diferentes. Em uma lista é possível reunir alguns nomes com quem Jack se relacionou ao longo de sua carreira: Sandra Knight, Joni Mitchell, Melanie Griffith, Mar­garet Trudeau, Chistina Onassis, Bianca Jagger, Diane Keaton, De­bra Winter, Meryl Steep, Rebecca Broussard e Madonna.

Fã dos Los Angeles Lakers, Jack Nicholson nunca perde um jogo sequer do time, inclusive, adequa seus compromissos e gravações às temporadas do campeonato americano de basquete.

Nicholson detesta entrevistas televisionadas e passou a recusá-las.

Alguns incidentes, como o que ocorreu em 1994 onde, sem motivo aparente, o ator usou um taco de golfe para quebrar o vidro do carro de seu vizinho, contribuíram para comentários sobre uma tal “má reputação” de Nicholson.