filmow.com/usuario/gustavohr/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > gustavohr
32 years (BRA)
Usuário desde Junho de 2014
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Gustavo

    Anos atrás, moleque, curta vivência na bagagem, mínima sensibilidade para nuances da arte, tachei este clássico de superestimado. “Os pobrezinhos precisam de ajuda, de supervisão, medicação, rotina, pois sofrem de transtornos mentais…”, pensava. Será? Como sugere o rebelde-libertador McMurphy (Nicholson), alguém a andar livre pelas ruas pode ser tão insano quanto qualquer interno do manicômio. “A enfermeira Ratched apenas cumpria sua obrigação profissional”, argumentava. Pelo contrário, a megera personifica o sistema cujo autoritarismo ganha lastro na desculpa do dever e da ordem, aniquilando a individualidade com o intuito de submetê-la à conformidade.

    Forman faz comédia com as patetadas do ninho de cucos, mas quando posiciona McMurphy e Ratched para bater cabeças, a tensão se acumula até explodir no desfecho catártico.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Gustavo

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    Na cena de maior carga dramática da quadrilogia, aprendemos que o pior monstro do universo não é o xenomorph. O posto duvidoso cabe a nós, humanos. A clone nº8 da falecida Tenente Ellen Ripley encontra sete tentativas abortadas dos cientistas da Companhia Weyland-Yutani de ressuscitá-la (visando à obtenção da rainha alien que gestava em Alien³). As cópias não passam de grotescas deformidades. Uma delas, com o semblante de Sigourney Weaver, agonizando, implora que a sacrifiquem.

    Pobre Ripley. Perdeu a filha na Terra, depois Newt, Hicks e Clemens; cometeu suicídio em prol da humanidade por carregar o embrião da nêmesis no ventre; o clone, de constituição genética híbrida, apesar de torturado por dentro, acaba matando o próprio “descendente” indireto. Qual heroína do cinema sofreu tanto, mesmo após a morte?

    Desde O Oitavo Passageiro, o empenho da Companhia em pôr as mãos num espécime da besta estelar, pretendendo instrumentalizá-la como armamento biológico, já insinuava que, enquanto os xenomorph consistiam na ameaça direta aos protagonistas, o real vilão assumia caráter imaterial: a frieza, a ambição e a imprudência de uma corporação sem face voltada ao lucro e poder.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.