Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > John Ford (I)

John Ford (I)

Nomes Alternativos: Jack Ford | John Martin Feeney

500Número de Fãs

Nascimento: 1 de Fevereiro de 1894 (79 years)

Falecimento: 31 de Agosto de 1973

Cape Elizabeth, Maine - Estados Unidos da América

John Ford, também creditado como Jack Ford, nasceu com o nome de Sean Aloysius O'Fearna ou John Martin Feeney. Ford era descendente de Irlandeses de Galway - muitos dos seus filmes têm, aliás, referências à sua ascendência.

Passou a juventude em Portland, e trabalhava conduzindo uma carroça de peixe, e posteriormente foi entregador e publicista de uma fábrica de calçados. À noite, trabalhava como lanterninha do Teatro Jefferson e no Ponto da Jóia, apaixonando-se, assim, pelo teatro.

Tentou ingressar na Academia Naval de Annapolis, mas não passou no exame de admissão, e resolveu partir para a Califórnia, onde seu irmão já morava. Iniciou-se como ator em 1914, por intermédio de seu irmão, o ator-diretor Francis Ford, incialmente sob o nome Jack Ford, nome que conservou, atuando e dirigindo, até 1923, quando assumiu definitivamente o nome artístico John Ford.

O primeiro crédito como ator, sob o nome Jack Ford, foi no filme "The Mysterious Hand". Após aparecer em dez filmes e três seriados dirigidos pelo irmão, iniciou-se na direção, com o filme "The Tornado" , em 1917, onde também era ator. Nesse ano, com o filme "Soul Herder", da Universal, ainda como Jack Ford, iniciou uma associação com Harry Carey, a qual duraria quatro anos e renderia 29 filmes. Entre 1917 e 1919, Ford dirigiria 31 Westerns, alguns com Harry Carey, Pete Morrison e Ed Jones, todos pela Universal.

Em 1920 assinou com William Fox, e apenas em 1923, quando dirigiu "Camo Kirby" é que foi creditado com John Ford, e a consagração viria em 1924, com "The Iron Horse", seu segundo grande épico da conquista do oeste. Com o filme "Three Bad Men", em 1926, em que estrelavam Tom Mix, George O’Brien e Buck Jones, Ford encerra sua fase de cinema mudo.

A partir de então se tornou, segundo a crítica, um dos maiores contribuidores para o desenvolvimento do cinema, em especial do gênero Western. Dedicou-se, porém, aos mais variados gêneros, voltando ao Western em 1939, com "Stagecoach", que destacou John Wayne então em início de carreira.
Seu último filme para o cinema foi "Seven Women" (1966), e ainda dirigiu o documentário "Chesty: A Tribute to a Legend" (1976), apresentado após a sua morte.
Faleceu de câncer em Palm Desert, Califórnia.

Cônjuge: Mary Ford (de 1920 a 1973)
Irmãos: Francis Ford, Edward O'Fearna, Delia Feeney
Filhos: Barbara Ford, Patrick Ford