filmow.com/usuario/israelfulginiti/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > israelfulginiti
Porto Alegre - (BRA)
Usuário desde Setembro de 2015
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Israel

    A literatura de Dan Brown é construída a partir de premissas absurdas, revestidas de camadas de uma aparente realidade.

    Contudo, diferentemente do que acontece em "Anjos e Demônios" e "O Código DaVinci", aqui o absurdo em nenhum momento consegue sequer passar a sensação de realidade. O que se vê é mais do mesmo que já fora visto nos outros filmes da franquia. Tom Hanks e uma bonita co-protagonista, que por acaso tem conhecimentos históricos, correndo a torto e direito e sempre com as mesmas reviravoltas.

    A direção de Ron Howard está mais desinteressada do que nunca, usando sempre de uma câmera nervosa pra tentar passar a sensação de urgência. As cenas de ação parecem todas iguais. E a sequência final é decepcionante.

    As atuações estão ok. Tom Hanks aparenta cansaço, mas ainda é Tom Hanks. Sabe se virar. Felicity Jones é operante. Ben Foster é um vilão esquecível e os demais coadjuvantes, apenas cumprem seus papéis.

    Até Hans Zimmer, que sempre apresenta trilhas sonoras grandiosas e memoráveis, parece estar abaixo do seu habitual.

    Inferno deixa claro que só foi feito para arrecadar alguns milhões e entreter massas que esperam um filme de ação com ar de inteligente.

    Nota: 5,0

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Israel

    Longe do apelo do original, mas ainda sim, um bom filme.

    A tão comentada perda das expressões dos animais, de fato acontece. Mas, com pouco tempo você acostuma e isso não vira um obstáculo. O problema fica mais evidente quando são refeitos os números musicais, que alguns, apesar de terem as mesmas cancões do original, não impressionam tanto.

    As músicas são (quase todas) fiéis ao original de 1994, não comprometendo o filme. A ressalva fica por conta de Be prepared. É criminoso o que é feito com a cancão e na verdade, ela já evidencia um outro problema que já irei comentar.
    A nova cancão (cantada por Beyoncé) e feita para o filme de 2019, encaixa bem e é agradável, mesmo que não seja memorável.

    Donald Glover como Simba me agradou bastante. Beyoncé como Nala também, conferindo uma personalidade mais forte do que a do filme original e tendo uma participação muito mais interessante. O grande problema do elenco: Chiwetel Ejiofor. A leitura do ator para Scar é equivocada e desinteressante. A personalidade original cínica e extremamente irônica se perde. As frases marcantes do filme original ainda estão lá, mas ditas de forma tão desanimada, que retira todo o caráter intimidador de Scar. O personagem perdeu todo o seu carisma.

    Billy Eichner e Seth Rogen estão maravilhosos como Timão e Pumba, respectivamente. Seus personagens tem uma atualização interessante e funcionam perfeitamente.

    A direção de Jon Favreau é respeitosa com o material original em boa parte do tempo. Os enquadramentos são parecidos, muitas cenas são idênticas. Mas, há alguma personalidade. As cenas de ação são bem feitas e conseguem movimentar o filme. O aspecto que deixa mais a desejar são os números musicais, de fato.

    Algumas situações novas foram bem-vindas, como, por exemplo

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    [/spoiler] Quando o filme mostra o contexto que levou Nala a buscar ajuda, ou quando Sarabi e Scar se confrontam e ele revela que foi rejeitado por ela [spoiler]

    São pequenas situações, mas que agregaram positivamente ao filme.

    O Rei Leão de 2019 não tem o mesmo apelo visual e musical do clássico de 1994, que é, provavelmente, até hoje, uma das melhores animações já produzidas (é a minha favorita).
    Com certeza por toda a expectativa criada, irá decepcionar muita gente. Mas, evitando comparações, pode-se dizer que o filme consegue ser uma homenagem minimamente decente e um bom filme, ainda que, não seja memorável.

    Nota: 7,0

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Israel

    Decepcionante.

    A premissa é interessante. Contudo, só serve para justificar uma situação que em pouco tempo de filme não se sustenta. O roteiro é repleto de furos. O desenvolvimento de personagens é pobre, sendo feito apenas nos primeiros 10 minutos de filme. Depois, o que se vê é apenas um jogo de sobrevivência, que de fato, não causa tensão. Muito, em razão da péssima montagem. A casa em que se desenrola a trama é confusa e isso também passa pelo trabalho do diretor Fede Alvarez. Embora eu tenha gostado das cenas que são completamente no escuro, sua direção é confusa. Em alguns momentos há um ou outro recurso interessante, mas que efetivamente não servem pra nada.
    Ainda, o "plot twist", mesmo que surpreenda, causa pouco impacto depois de tanto sadismo gratuito, ausente uma construção que justifique as ações do antagonista.

    Eu esperava bem mais.

    Nota: 5,0

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.