Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Hou Hsiao-hsien

Hou Hsiao-hsien

Nomes Alternativos: Hou Hao Yin | Hsiao-Hsien Hou | Lei Hou | Shiaw Shyann Hour | Xiao Xian Hou | 侯孝贤

142Número de Fãs

Nascimento: 8 de Abril de 1947 (71 years)

Mei County, Guangdong - China

Realizador taiwanês consagrado e premiado que se estabeleceu como figura chave do novo cinema de Taiwan nas três últimas décadas, foi eleito pelos críticos internacionais do jornal Village Voice e da revista Film Comment como o “Diretor da Década de 90”.
Hou Hsiao-Hsien nasceu na China em 1947 e mudou-se para o sul de Taiwan em 1948, onde passou toda sua infância. Em 1969, depois de completar o serviço militar, decidiu estudar cinema na Academia Nacional de Artes de Taiwan, graduando-se em 1972. Foi assistente de direção de cineastas veteranos como Li Hsing e Lai Cheng-Ying. Posteriormente, formou parceria com o fotógrafo Chen Kun-Hou e passou a dirigir os próprios filmes. Sua estréia como diretor aconteceu em 1980, com “Menina Bonita”. Com seu terceiro filme, “A Grama Verde de Casa” (1982), foi indicado ao Golden Horse Award, considerado o Oscar taiwanês. Desde então, o cineasta tem contribuído para a formação de uma nova consciência acerca do cinema em Taiwan.
Hou obteve reconhecimento internacional com “Os Garotos de Fengkuei” (1983) e “Um verão na Casa do Vovô” (1984), ambos vencedores do Festival dos 3 Continentes, em Nantes, França. Seu filme autobiográfico, “Tempo de Viver, Tempo de Morrer” (1985), levou o prêmio internacional da crítica no Festival de Berlim de 1985 e foi indicado melhor filme no Festival de Roterdam. Hou continuou a fazer filmes aclamados pela crítica, como “Poeira ao Vento” (1986) e “A filha do Nilo” (1987) e foi gradualmente reconhecido como um dos cineastas mais inovadores do mundo. Em 1989, “Cidade das Tristezas” ganhou o cobiçado Leão de Ouro, no Festival de Veneza. Em 1993, a obra-prima “O Mestre das Marionetes” ganhou o prêmio do júri em Cannes. Seus filmes seguintes, “Bons Homens, Boas Mulheres” (1995), “Adeus ao Sul” (1996), “Flores de Xangai” (1998), “Millenium Mambo” (2001), “Café Lumière” (2004), “Três Momentos” (2005) e “A Viagem do Balão Vermelho” (2007), foram aclamados por críticos e circularam por festivais como os de Cannes e Veneza.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.