Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

    Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Ingrid Thulin
190Número de Fãs

Nascimento: 27 de Janeiro de 1926 (77 years)

Falecimento: 7 de Janeiro de 2004

Sollefteå, Västernorrlands län - Suécia

Ingrid Thulin nasceu em Solleftea, Suécia, no dia 27 de janeiro de 1926 e faleceu no dia 07 de janeiro de 2004, foi uma atriz, mais lembrada por ser uma das musas de Ingmar Bergman.
Filha de um pescador do norte da Suécia, teve aulas de balé e foi aceita na escola Stcholm Royal Dramatic Theatre em 1948. Por anos ela trabalhou com o diretor sueco Ingmar Bergman, desenvolvendo seu estilo pessoal, atuando com grande intensidade em Luz de Inverno (1962), O Silêncio (1963) e em Gritos e Sussurros (1972), tornando-se a terceira atriz sueca mais famosa (depois de Greta Garbo e Ingrid Bergman).
Casou-se com Claes Sylwander em 1952 e divorciou-se em 1955. Também foi casada com Harry Schein, o fundador do Instituto sueco de filme, por mais de trinta anos, até 1989, apesar de eles terem vivido por vários anos após o divórcio.
Na velhice, morou em Roma, Itália. Retornou a Suécia para tratamento médido e depois morreu de câncer, em Estocolmo, Suécia, 20 dias antes do seu aniverário de 78 anos.
Foi nomeada em 1974 ao Bafta de melhor atriz em Gritos e Sussurros. Venceu o Festival de Cannes de melhor atriz em 1958 no filme No limiar da vida. Também por Gritos e Sussuros, em 1974, dividiu o Prêmio David di Donatello com Harriet Andersson, Kari Sylwan e Liv Ullmann. E em 1964 ganhou o Guldbagge Awards, premiação sueca, de melhor atriz por O silêncio.