Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Michel Piccoli
35Número de Fãs

Nascimento: 27 de Dezembro de 1925 (91 years)

Paris - França

Nascido em uma família musical, sua mãe era pianista e seu pai um violinista.

Casou-se três vezes, primeiro com Éléonore Hirt, depois permaneceu casado durante 11 anos com a cantora Juliette Gréco e finalmente com Ludivine Clerc. Tem uma filha de seu primeiro casamento, Anne-Cordélia.

Piccoli é filho de imigrantes italianos. Após o estudo de interpretação trabalhou em muitos palcos parisienses e foi por algum tempo diretor do Théâtre Babylone.

Fez parte da história do cinema com interpretações brilhantes em filmes como O Desprezo (1963, de Jean-Luc Godard), A Bela da Tarde (1967, de Luis Buñuel) ou A Comilança (1973).

Tornou-se o ator preferido de Claude Sautet, em "Les Choses de la vie"(Coisas da vida),"Max et les ferrailleurs"(Max e os ferros-velhos) e "Vincent, François, Paul et les autres"(Vincente, Francisco, Paulo e os outros), e de Luis Buñuel com quem manteve uma longa camaradagem. Participou de seis filmes realizados pelo cineasta espanhol, entre os quais importantes obras como Le journal d'une femme de chambre(O jornal de uma camareira) , Belle de jour(A Bela de dia) Le Charme discret de la bourgeoisie(O charme discreto da burguesia).Paralelamente, consolidou a sua notoriedade no início dos anos de 1960 , representando papéis na televisão : Les Joueurs (Os jogadores), Montserrat, Don Juan…