Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Anouk Aimée

Anouk Aimée

Nomes Alternativos: Françoise Sorya Dreyfus

103Número de Fãs

Nascimento: 27 de Abril de 1932 (85 years)

Paris - França

Filha de atores, sua primeira atuação no cinema foi aos 14 anos, em La Maison sous la Mer (1947), filme dirigido por Henri Calef. A partir de então resolveu adotar o nome de seu personagem - Anouk. Depois de estudos secundários na Inglaterra, estudou também teatro e dança com Andrée Bauer-Thérond. Posteriormente atua no seu primeiro longa-metragem, "La Fleur de l'âge", filme de Marcel Carné que entretanto jamais será lançado. Nessa ocasião, Jacques Prévert, que era o roteirista do filme, sugere-lhe que adote o pseudônimo de Aimée.

Casou-se três vezes: com o cineasta Nikos Papatakis, com o qual tem uma filha, Manuella; com o compositor Pierre Barouh e com o ator Albert Finney. Posteriormente viveu com o cineasta Élie Chouraqui.

Entre seus filmes estão duas obras-primas de Federico Fellini ''La Dolce Vita'' (1960), depois que ela foi considerada uma "estrela em ascensão que explodiu" para o mundo do cinema e ''Fellini 8 ½'' (1963). Depois com Jacques Demy, fez ''Lola, a Flor Proibida /Lola'' (1961); ''Justine'' (1969), de George Cukor.

Ela ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama Motion Picture e o BAFTA de Melhor Atriz e foi indicada para o Oscar de Melhor Atriz por sua atuação em ''Um homem, uma Mulher/Un homme et une femme'' em (1966). O filme "virtualmente reacendeu o romance exuberante na tela em uma era do modernismo cético", e lhe trouxe fama internacional.

Ela ganhou o Prêmio de Melhor Atriz em Cannes por ''Salto nel vuoto'' em 1980. No ano seguinte trabalhou com Bernardo Bertolucci , em ''A Tragédia de um Homem Ridículo/La tragedia di un uomo ridicolo''.

EM 1994, ao lado de Sophia Loren e grande elenco fez ''Prêt-à-Porter'' de Robert Altman, pelo qual ganhou o National Board of Review, USA, por atuação coletiva.

Em 2002, ela recebeu um honorário César Awards o prêmio nacional de cinema da França, e no ano seguinte, recebeu um honorário no Festival de Cinema de Berlim.

Em 2012, esteve em ''Amor Plus Size'' de Charlotte de Turckheim; no ano seguinte o Cinemania film festival in Montreal, Canada, prestou uma homenagem a nossa diva.

Cônjuge: Albert Finney (de 1970 a 1978), Pierre Barouh (de 1966 a 1969), Nico Papatakis (de 1951 a 1954), Edouard Zimmermann (de 1949 a 1950)
Filha: Manuella Papatakis
Filiação: Geneviève Sorya, Henry Murray