Duas Vidas

1976

Duas Vidas

Média geral 3.4
baseado em 25 votos
Sua avaliação:
salvando

Uma rua no bairro do Catete, no Rio de Janeiro, é desapropriada para a construção de uma linha do metrô. A partir daí, a novela acompanha a história dos moradores, o recomeço de suas vidas alteradas pelo progresso da cidade, suas relações familiares e amorosas. Seu Menelau (Sadi Cabral) é um deles. Grego, dono de uma agência matrimonial e pai de três filhos – Tomás (Cecil Thiré), Sônia (Isabel Ribeiro) e Oswaldo (Luís Gustavo) – é um dos mais antigos do local e tem sua casa desapropriada e destruída, vendo-se obrigado a morar em um apartamento. Filho de Seu Menelau, Tomás mora no apartamento do pai com a esposa Leda Maria (Betty Faria) e o filho Téo (Carlos Poyart). Ciumento, após uma discussão com Leda Maria em um baile de carnaval, Tomás sai irritado do salão de festas e acaba sendo atropelado, acidente que provoca sua morte. Precocemente viúva, Leda Maria envolve-se simultaneamente com o Dr. Victor Amadeu (Francisco Cuoco), filho de sua amiga Rosa (Elza Gomes), um médico idealista que atende gratuitamente os moradores da redondeza, e com Dino César (Mario Gomes), aspirante a cantor e paixão de adolescência da moça. O triângulo amoroso complica-se quando Dino se aproxima de Cláudia (Suzana Vieira), também uma jovem viúva e filha do dono de uma gravadora. Enquanto Dino ascende na carreira fonográfica, Leda batalha para se harmonizar com a família do ex-marido, criar o filho, apesar das dificuldades, e esquecer sua antiga paixão por Dino. No fim, depois de muitos desencontros, Leda vive um amor maduro com Victor.

Estreia Brasil:
13 de Dezembro de 1976
Outras datas
Denunciar algo errado
Em DVD
Trailers
  • Nenhum trailer cadastrado.
Fotos
  • Nenhuma foto cadastrada.

Comentar: