Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Heloísa Helena

Heloísa Helena

Nomes Alternativos: Heloísa Helena de Almeida Lima

4Número de Fãs

Nascimento: 28 de Outubro de 1917 (81 years)

Falecimento: 19 de Junho de 1999

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro - Brasil

Heloísa Helena de Almeida Lima (Rio de Janeiro, 28 de outubro de 1917 — Rio de Janeiro, 19 de junho de 1999) foi uma atriz e cantora brasileira.

Heloísa era filha de um advogado e alto funcionário da prefeitura do Rio de Janeiro (Otávio). Na infância, além das disciplinas normais, estudava com uma governanta o idioma inglês. Logo, começou a cantar e tocar violão.
Iniciou sua carreira na Rádio Mayrink Veiga. No começo cantava em inglês, já que dominava a língua como se fosse nativa dos Estados Unidos da América. Participou do filme "Samba da Vida", primeiro musical de Jaime Costa, que passou a ser seu ídolo. Heloísa escrevia também. Por seu valor, foi a primeira cantora a interpretar "Carinhoso", de Pixinguinha, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Cantou também nos cassinos da Urca, Copacabana e Atlântico. A embaixada dos Estados Unidos fez na época um intercâmbio cultural com o Brasil e Heloisa Helena acabou indo para New Orleans, permanecendo algum tempo.
Voltando ao Brasil, é convidada por Chianca de Garcia a ingressar na televisão, em 1951, na então recém-inaugurada TV Tupi do Rio. Participou de vários teleteatros, entre os quais Um Bonde Chamado Desejo e A Rosa Tatuada. Começou também a ser apresentadora de programas de televisão, dentre eles a "Sessão das Cinco", na TV Tupi, um programa de variedades ao estilo "Mais Você", da TV Globo. Trabalhou depois por um tempo no Recife e, quando voltou ao Rio, já para a Rede Globo, integrou o elenco de várias telenovelas de sucesso, entre as quais Verão Vermelho, Assim na Terra Como no Céu, Selva de Pedra (como Fanny, a divertida dona da pensão) , Pecado Capital, O Astro, A Sucessora, Sétimo Sentido, Eu Prometo (a última da autora Janete Clair), de quem era grande amiga e várias outras. Heloisa Helena também se dedicou à direção de programas, como a versão brasileira do programa What's My Line?.
No cinema, participou de "Mãos Sangrentas", "Leonora dos Sete Mares", "O Homem do Sputinik". Mas o que mais gostou de fazer foi "Independência ou Morte", filme nacional rodado em 1972 no qual interpretou Carlota Joaquina, mãe do príncipe D. Pedro I, vivido por Tarcísio Meira.

Heloísa foi a dubladora da malvada Maléovola, do filme A Bela Adormecida da Disney.