Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Sofia Coppola
5140Número de Fãs

Nascimento: 14 de Maio de 1971 (46 years)

Nova York - Estados Unidos da América

Em 1990, Sofia Coppola entra, não pela primeira vez, em um set de filmagens para atuar no lugar de Winona Ryder em ''O Poderoso Chefão III''. Sua ''estréia'', no entanto, ocorreu em 1972 (com poucos meses de vida e como um bebê masculino), no primeiro filme da trilogia, dirigido por seu pai, Francis Ford Coppola.

Nascida no dia 14 de maio de 1971, a prima de Nicolas Cage também mostraria seu rostinho na seqüência ''O Poderoso Chefão II'', de 74. A polêmica a seu redor, no entanto, só ocorreria na terceira produção.

Ryder foi forçada pelas circunstâncias a recusar o papel de Mary Corleone, assumido por Sofia que, por sua vez, recebeu o peso da crítica, tendo sua atuação taxada de amadora e indevidamente cômica.

Na década de 1980, teve pequenos personagens em filmes como ''Peggy Sue, Seu Passado a Espera'' (1987), mas foi em 89 que chamou atenção da crítica ao co-roteirizar ''Life with Zoe'', um dos episódios de ''Contos de Nova York''.

Afastada de Hollywood, entrou para o Instituto de Artes da Califórnia, surgindo então seu interesse por fotografia, figurino e curtas em vídeo. Como trabalho, participou de projetos dos irmãos, a maioria videoclipes.
Fascinada com o romance ''As Virgens Suicidas'', escrito por Jeffrey Eugenides, baseou-se na obra para dirigir e roteirizar em 1999 um filme de mesmo nome, que teve no elenco Kathleen Turner, Kirsten Dunst, Josh Hartnett e Danny De Vito. Sofia reaparecia diante da crítica, porém vista com outros olhos. No mesmo ano, viria a se casar com o cineasta Spike Jonze.

Em 2003, ressurgiu na direção e roteiro do excelente ''Encontros e Desencontros'', com Bill Murray, recebendo indicações ao Globo de Ouro, Bafta e ganhando diversos outros prêmios ao redor do mundo, como o Oscar de Melhor Roteiro Original. A crítica, outrora tão cruel, teve de voltar atrás e reconhecer a qualidade do trabalho de Sofia, agora como cineasta. Com o filme "Um Lugar Qualquer" (2010), foi premiada com o Leão de Ouro no Festival de Veneza.