Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Diane Keaton
2273Número de Fãs

Nascimento: 5 de Janeiro de 1946 (70 years)

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos da América

Diane fez o curso de artes dramáticas no Santa Ana College antes de estudar teatro em Nova Iorque. Depois de aparecer em ação no verão durante vários meses, Diane conseguiu entrar para o circulo principal de espetáculos da Broadway, participando do famoso musical de rock "Hair" (1968). Ela ganhou a atenção sem precisar tirar nenhuma peça de roupa em cena.

Em 1970, Woody Allen a fez aparecer novamente na Broadway, na peça "Play It Again, Sam", que teve uma temporada de êxito e lhe valeu uma indicação ao Tony Award (o Oscar do teatro). Foi nessa época que ela iniciou o duradouro relacionamento amoroso e profissional com Allen e apareceu em vários filmes dele.
Ela fez sua estréia no cinema em ''As Mil Faces do Amor/Lovers and Other Strangers'' (1970),com Bea Arthur, Richard Castellano, Sylvester Stallone, num filme vencedor de um Oscar. Depois disso ela seguiu com papéis de convidada nas séries de televisão ''Love, American Style''; ''Galeria do Terror''; ''The F.B.I.'' e ''Mannix''.

Em 1972, Francis Ford Coppola a escolheu para o papel de Kay no filme premiado com Oscar, ''O Poderoso Chefão'' (1972), o que a colocou definitivamente à caminho do estrelato. Ela repetiu o papel na sequência, ''O Poderoso Chefão II'' (1974). Com Allen ela estrelou a adaptação cinematográfica de "Play It Again, Sam", que recebeu o título de ''Sonhos de um Sedutor'' (1972); ''O Dorminhoco'' (1973) e ''A Última Noite de Boris Grushenko'' (1975).

Em 1977, Diane mudou de estilo e apareceu num papel dramático no filme "À Procura de Mr. Goodbar/Looking for Mr. Goodbar" (1977), ganhando uma nomeação ao Globo de Ouro e elogios de toda a crítica. Era o mesmo ano em que ela teria outro grande desempenho nas telas, no papel-título de ''Noivo Neurótico, Noiva Nervosa'' (1977), escrito por Allen especificamente para ela (marcado com asterisco nos créditos, com o nome real dela Diane Hall e o apelido Annie). Ela ganhou o Oscar de Melhor Atriz do ano e o prêmio britânico (BAFTA Awards), para Melhor Atriz, e o Golden Globes, USA de Atriz. além dos prêmios, Kansas City Film Critics Circle Awards; National Board of Review; USA, National Society of Film Critics Awards, USA; New York Film Critics Circle Awards; Allen ganhou o Premio de Diretor do DGA. A seguir, Keaton faria mais dois filmes com Allen, o drama ''Interiores'' (1978) e a comédia dramática ''Manhattan'' (1979), este último mais um clássico da dupla Keaton e Allen .

Diane iniciou uma tendência com as roupas unissex usadas por ela, e era a imagem da garota ideal para muitos homens. As manias dela e a fala desajeitada se tornaram quase uma moda entre os americanos. Entretanto, muitos ainda se faziam a pergunta, Se ela seria só uma boa atriz representado a si mesma ou haveria mais profundidade em sua personalidade?. Quando Diane se separou de Allen, ela logo se envolveu com Warren Beatty, aparecendo juntos no filme dirigido por ele chamado ''Reds'' (1981). Ela foi a boêmia jornalista Louise Bryant. Pelo desempenho ela recebeu nomeações ao Oscar e ao Globo de Ouro de melhor atriz; além de receber o David di Donatello Awards de melhor atriz estrangeira. Depois disso seus melhores filmes forma ''A Chama que não Se Apaga'' (1982) e ''Mrs. Soffel'' (1984).

Em 1987, ela estrelou ''Presente de Grego/Baby Boom'', seu primeiro de quatro colaborações com o escritor-produtor Nancy Meyers . Em Baby Boom, Keaton estrelou como uma mulher de carreira de Manhattan que é subitamente forçados a cuidar de uma criança. Nesse mesmo ano, ela fez uma participação especial no filme de Allen ''A Era do Rádio/Radio Days'' como uma cantora de boate. Nesse mesmo ano, Keaton dirigiu e editou o seu primeiro longa-metragem, um documentário chamado ''Heaven'', sobre a possibilidade de uma vida após a morte, bastante elogiado.

Na década de 1990, Keaton tinha-se estabelecido como um das atrizes mais populares e versáteis de Hollywood. Ela deslocou-se para papéis mais maduros, muitas vezes jogando matriarcas de famílias de classe média. Nesse ano ela repetiu pela terceira vez o papel de Kay Adams, em ''O Poderoso Chefão III/The Godfather: Part III '' (1990).

Em 1991, Keaton estrelou com Steve Martin na comédia familiar ''O Pai da Noiva /Father of the Bride'' O Pai da Noiva ,seu maior sucesso desde ''Presente de Grego/Baby Boom''.

Em 1993, Keaton estrelou em ''Um Misterioso Assassinato em Manhattan/Manhattan Murder Mystery'', seu primeiro papel grande filme em um filme de Woody Allen desde 1979, tendo feito uma participação especial em 1987 de Radio Days. Seu papel foi originalmente planejado para Mia Farrow , mas Farrow abandonou o projeto depois de sua separação com Allen.

Depois disso seus maiores sucessos foram ''O Pai da Noiva 2'' (1995), ''As Filhas de Marvin'' ,que lhe valeu sua terceira indicação ao Oscar de Melhor Atriz e principalmente ''O Clube das Desquitadas'' (1996).

Primeiro grande sucesso de Keaton desde 1996 veio em 2003 de ''Alguém Tem que Ceder'', dirigido por Nancy Meyers e co-estrelado por Jack Nicholson . Nicholson e Keaton, com idades entre 66 e 57, respectivamente, eram vistos como escolhas de elenco ousadas para leads em uma comédia romântica. Twentieth Century Fox, estúdio original do filme, supostamente se recusou a produzir o filme, temendo que os personagens principais eram velhos demais para ser rentável. Keaton comentou sobre a situação no Ladies 'Home Journal : ". Vamos enfrentá-lo, as pessoas da minha idade e de idade de Jack são muito mais profundos, muito mais com alma, porque já vi um monte de vida que eles têm uma grande dose de paixão e por que eles não devem se apaixonar? por que não deveriam mostram isso em filmes e na vida? " Keaton desempenhou um dramaturga de meia-idade que se apaixona com o namorado muito mais velho da filha. O filme foi um grande sucesso nas bilheterias, arrecadando US $ 125 milhões na América do Norte e lhe valeu sua quarta indicação ao Oscar de Melhor Atriz e lhe valeu mais um Golden Globes, USA.

Depois disso seu melhor papel foi ''Tudo em Família'' (2005).

Em 2014 ela se tornou a primeira mulher a receber o Prêmio Leão de Ouro do Festival de Cinema de Zurique.

Em 2016, ela vai estar no desenho ''Procurando Dory/Finding Dory'', dublando o personagem Jenny.