Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Mônica Carvalho
12Número de Fãs

Nascimento: 28 de Março de 1971 (46 years)

A carioca da Barra da Tijuca, Mônica Carvalho[3] começou sua carreira de modelo aos 13 anos, como gostava de se bronzear na praia, foi convidada para ser garota propaganda de uma marca de bronzeadores, em seguida realizou outras campanhas publicitárias. Aos 16 anos foi eleita "musa verão do Rio", em 1991 ganhou o concurso "garota Scorpion", de uma discoteca brasileira nos Estados Unidos[4]. Somente aos 19 anos ela decidiu levar a carreira de modelo a sério, entrando para Ford Models. Nessa mesma época fez cursos de teatro na Faculdade da Cidade[5] e na Casa de Artes Laranjeiras (CAL). Chegou a estudar interpretação até em Nova York, cidade onde residiu.

A estréia profissional viria só em 1993, na peça O Brasil de Cuecas. Nesse mesmo ano se destacou participando da abertura da segunda versão da novela Mulheres de Areia[6], atuou em episódio da série Confissões de Adolescente[7] na Rede Cultura. Em 1994 passou pela Oficina de Atores da Globo e teve uma participação especial em Quatro Por Quatro, como namorada do jogador Renato Gaúcho. Ainda na Rede Globo atuou nas novelas História de Amor, Chocolate com Pimenta, entre outras, fez ainda duas personagens em Malhação[8], além de episódio da série “A Vida Como Ela É...”, exibido no Fantástico e o programa Você Decide[9], atingiu enorme sucesso em 2001 como a Socorrinho de Porto dos Milagres.

Foi capa das revistas Plástica & Beleza, Boa Forma e Amiga, fez algumas peças de teatro[10], em outras emissoras de televisão trabalhou nas novelas Cidadão Brasileiro e Caminhos do Coração na Rede Record, atualmente faz uma vilã na novela Uma Rosa com Amor do SBT[11][12].

Realizou ensaios sensuais, sendo três vezes capa da revista masculina Playboy em maio de 1993[13], em julho de 2001[14] e fevereiro de 2008[15], além da Sexy[16] em setembro de 1994. É uma das estrelas do DVD Playboy Melhores Making Ofs - Vol 7.

É veterana da Sapucaí, onde desfila desde 1991. Foi destaque, passista e até já atravessou o Sambódromo com o uniforme da diretoria. Estreou na Beija-Flor, de Joãozinho Trinta, com uma fantasia de mendiga, emprestada por uma amiga. Em 1996 foi considerada a musa do carnaval, como a madrinha da bateria da Grande Rio[17], desde então, vem desfilando pela escola[18], se afastando apenas durante a sua gestação[19][20].

Em 2001 fez a campanha "Minha Estrela Brilha Contra o Câncer", em 2002 representou a índia Bartira na tradicional encenação da fundação da Vila de São Vicente[21].