Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.

filmow.com/usuario/danieltu/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > danieltu
30 years (BRA)
Usuário desde Julho de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Quanta porcaria que assistimos.

Últimas opiniões enviadas

  • Daniel

    O filme é muito bonito e muito emocionante. A jornada do Herói é fantástica. Mas o que me incomoda muito, e convido para a reflexão, é que em todas as animações (não só, mas principalmente as americanas) é a propaganda do ethos nacional americano: o American Dream ou o Sonho Americano. Para quem desconhece o termo, trago uma definição de James Truslow Adams, de 1931: "a vida deveria ser melhor e mais rica e mais completa para todos, com oportunidades para todos baseado em suas habilidades ou conquistas", independente de sua classe social ou circunstâncias do nascimento. Ou seja, é a afirmação de que todos são iguais e, portanto, "tenha fé que você consegue alcançar seus sonhos".
    Mas na construção de todas estas animações ocorre uma falha intrínseca nessa lógica do American Dream que é o acesso a oportunidades. Todas as personagens, de início, são pessoas comuns, ordinárias, mas todas elas precisam transcender seu status social de alguma forma. E quando chega nesse ponto, absolutamente todas as animações falham nisto dentro desta ideologia do American Dream. E aqui não é diferente. Miguel, por exemplo,

    Comentário contando partes do filme. Mostrar.

    não tem violão pra tocar no concurso de música da praça da cidade. E aí, claro, como podemos afirmar que somos todos iguais? É somente a partir de um furto do violão no túmulo do De La Cruz que a jornada dele pode ir para a próxima etapa. Um furto. O que me faz pensar em duas alternativas para esse problema: ou estamos legitimando furtos para conseguir nossos sonhos ou essa lógica não se sustenta. Para mim, pelo menos, é óbvio que essa lógica não se sustenta. Mas mesmo assim, isto continua se vendendo como ideologia, que simplesmente ignora deliberadamente diferenças sociais claríssimas que existem em todos os lugares. É isso que a gente ensina para nossas crianças desde cedo como forma de ver o mundo. Até animações se tornam instrumentos políticos de afirmação de uma ideologia. E os caras são excelentes no que fazem: inserem isto dentro de uma animação fantástica e emocionante como essa, que tem, aqui no Filmow, nota 4,5 de mais de 12 mil pessoas no momento. Trágico.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Daniel

    Caí de paraquedas nesse documentário. Me interessei pelo tema das UPP's pelo recente assassinato da Marielle. E ela estava aqui.
    Um país onde a PM mata moradores de favelas.
    Uma intervenção federal é realizada onde dá mais poder e menos transparência às ações dos militares.
    Cria-se uma comissão para observar e evitar excesso dos militares.
    A relatora dessa comissão é executada.
    O Brasil é simples.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Daniel

    Seria melhor até "Peixe Preto" do que "Fúria Animal" no título. Até parece que quem deu esse nome nem assistiu ao documentário.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Mario
    Mario

    @Daniel
    vi Mythos, do Joseph Campbell através do site docspt

  • Jales
    Jales

    Obrigada pelos filmes que eu não sabia, mas agora preciso ver e achei na tua biblioteca.

  • Marcelo
    Marcelo

    Aproveito a oportunidade para te convidar a entrar um grupo de cinema no facebook cheio de energias boas, muito família. Venha e chame os amigos, participe do "AMANTES DA SÉTIMA ARTE", esse grupo prioriza as boas viagens, cinema como divertimento, um local para trocas de filmes que respeitem as crianças e a diversidade das espiritualidades:
    www.facebook.com/groups/amantesda7arte/