Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Bradford Dillman
6Número de Fãs

Nascimento: 14 de Abril de 1930 (87 years)

Falecimento: 16 de Janeiro de 2018

San Francisco, California - Estados Unidos da América

Bradford Dillman, é um ator e escritor norte-americano.

Em 1959, ele recebeu o prêmio de Melhor Interpretação Masculina no Festival de Cannes por seu trabalho em ''Estranha Compulsão/Compulsion'' (1959).

Estudou no famoso Actors Studio. Dillman, ficou famoso pelo seu papel na Broadway na peça de Eugene O'Neill, ''Long Day's Journey Into Night '', em 1956, interpretando o personagem alter ego do autor Edmund Tyrone e ganhando um Prêmio Mundial de Teatro no processo. A produção também contou com Frederic March, Florence Eldridge e Jason Robards Jr., e correu para 390 apresentações até 1958.

Dillman, foi lançado no cinema no melodrama ''Um Certo Sorriso/A Certain Smile'' (1958), ao lado da grande Joan Fontaine. Ele seguiu isso com ''Três Encontros com o Destino/In Love and War'' (1958), um melodrama de guerra protagonizado por muitos dos jovens futuros nomes na 20th Century Fox, como Jeffrey Hunter, Robert Wagner, Dana Wynter e Hope Lange, pelo qual ele ganhou um prêmio Globo de Ouro. Foi um sucesso na bilheteria. Também foi Compulsion (1959), estrelado por Dillman, Dean Stockwell e Orson Welles, pelo produtor Richard Zanuck e pelo diretor Richard Fleischer, que houve a consagração.

Dillman, compartilhou um prêmio de Melhor Ator com os co-stars, Stockwell e Welles no Festival de Cinema de Cannes, Continuou atuando no teatro tanto na Broadway, quanto em Londres. Quando ele deixou a Fox, Dillman, concentrou-se principalmente na televisão.
Depois de ter trabalhado com afinco na TV, desde 1962, chamou atenção no grande sucesso do cinema ''Nosso Amor de Ontem/The Way We Were'' (1973), com Barbra Streisand e Robert Redford. Fez ainda ao lado do amigo Fredric March, ''The Iceman Cometh'' (1973), baseado na peça de Eugene O'Neill. Em 1975, ganhou um Daytime Emmy Awards, de ator de destaque por ''The ABC Afternoon Playbreak'' (1972).

No final dos anos 70 chamou novamente atenção no cinema e dois cults do terror ''Praga Infernal/Bug'' (1975), e ''Piranha'' (1978), de Joe Dante, um enorme sucesso.

Em 1983, outro sucesso ''Impacto Fulminante/Sudden Impact '', dirigido e atuado ao lado de Clint Eastwood.

Seu último papel foi na série ''Assassinato por Escrito'', onde participou em oito episódios.

Cônjuge: Suzy Parker (de 1963 a 2003), Frieda Harding (de 1956 a 1962)
Filhos: Pamela Dillman, Dinah Dillman, Jeffrey Dillman, Charles Dillman, Christopher Dillman
Pais: Dean Dillman, Josephine Dillman

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.