Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Bárbara Paz

Bárbara Paz

Nomes Alternativos: Bárbara Raquel Paz

155Número de Fãs

Nascimento: 17 de Outubro de 1974 (43 years)

Campo Bom, Rio Grande do Sul - Brasil

É uma atriz e modelo brasileira. Fez uma participação como cantora na abertura da telenovela Maria Esperança.

Em 2001, participou da primeira edição do reality show Casa dos Artistas, do SBT, tendo sido a vencedora e recebido um prêmio de 300 mil reais. Em 2003, recebeu o prêmio de melhor atriz de curta-metragem no 31º Festival de Gramado, pela atuação em Produto descartável.

Bárbara perdeu o pai aos seis anos de idade, e a mãe aos 17, sofrendo seis meses depois um acidente de carro que deixou várias cicatrizes, duas das quais no rosto,tanto do lado esquerdo, quanto direito. Levou 400 pontos, por essa razão perdeu muitos trabalhos como atriz e modelo. A maquiagem passou a fazer parte de sua vida diária.

Está casada com o cineasta Hector Babenco.

No Natal de 1992, morando em São Paulo, resolveu visitar a família na pequena Campo Bom, cidade a 40 quilômetros de Porto Alegre. Encontrou-se com mais duas amigas, beberam muito e saíram de carro. O carro colidiu com a pilastra de um prédio, e o vidro do carro entrou em seu rosto. As duas amigas desmaiaram instantaneamente. A única desperta, Bárbara, saiu pelo vidro do veículo. Seu maxilar pendia, solto, no rosto. Os músculos faciais estavam dilacerados, a língua e o céu da boca, cortados. Bárbara tentou ver o próprio rosto logo que a ambulância chegou. Não conseguiu. O grande choque foi na máquina de raios X. Por mais de um ano, ela carregou os curativos das cirurgias reparadoras. Maquiava o esparadrapo. E não aceitava as cicatrizes. Vem desta época, também, o cacoete de tentar cobrir o rosto com os cabelos.

Teatro

Em 2002 entrou para o Grupo de Teatro "Tapa", sob a direção de Eduardo Tolentino, onde ganhou o público e a crítica com sua performance em "A Importância de Ser Fiel", de Oscar Wilde. Em 2004, também com Tolentino, atuou em "Contos de Sedução", de Guy de Maupassant.

Com mais de 20 peças em seu currículo, protagonizou vários espetáculos de destaque no circuito do teatro nacional e foi indicada a diversos prêmios.

Trabalhou com o Grupo "Parlapatões" fazendo teatro de rua e circo. Foi dirigida por outros grandes nomes do teatro, como Paulo Autran em "Vestir o Pai" (2004), Bibi Ferreira em "A Babá (2004)" e em "Às Favas com os Escrúpulos" (2008), Roberto Lage em "Madame de Sade" (2005), Alexandre Reinecke em "Os Sete Gatinhos" (2005), Mario Bortolotto em "Felizes para Sempre" (2007) entre outros.

Em 2010, foi dirigida por Hector Babenco em "Hell", adaptação de Babenco e Marco Antôno Braz para os palcos do best-seller Hell Paris, da francesa Lolita Pille. Sua performance marcante na peça foi alvo de elogio de público e crítica e lhe garantiu o Prêmio QUEM de melhor atriz de 2011.

Em 2013 e 2014, esteve em cartaz com a comédia da Broadway "Vênus em Visom", de David Ives, também com direção de Babenco, pela qual recebeu uma indicação a Melhor Atriz pelo Prêmio SHELL e Prêmio APTR.

Televisão

Aos 27 anos participou do reality show Casa dos Artistas, onde teve um breve relacionamento com o cantor Supla. Foi a partir de sua participação no programa que passou a ser conhecida e ter oportunidades na televisão. Em setembro de 2007, Bárbara foi capa da revista Playboy, onde protagonizou um ensaio nu.

Na TV Globo, conquistou, em 2009, definitivamente seu lugar de destaque entre as atrizes de sua geração pelo papel da jovem que sofria de anorexia alcoólica Renata, na novela "Viver a Vida", de Manoel Carlos, dirigida por Jayme Monjardim. Em 2013, viveu Edith em "Amor à vida", de de Walcyr Carrasco, com direção de Mauro Mendonça Filho. Em 2015, interpretou Nelita em A Regra do Jogo, de João Emanuel Carneiro, codirigida por Amora Mautner.

Cinema

No cinema, Bárbara atuou em vários curtas e foi destaque em longas como "Gata Velha ainda Mia" (2013), de Rafael Primot,

Em 2003, recebeu o Kikito de Melhor Atriz do Festival de Gramado por sua performance no curta "Produto Descartável".

Bárbara também dirigiu e produziu dois Programas no Canal Brasil de sua autoria: Curta São Paulo e Curta Na Estrada, ambos sobre curta-metragem brasileiro .

Em 2013, recebeu a Medalha Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural 2013, concedida pelo Ministério da Cultura, por sua trajetória como atriz.

Estreia em 2016 o filme "Meu Amigo Hindu", interpretou Sofia , uma atriz que vive uma história de amor com o ator americano Willem Dafoe.

Cônjuge: Héctor Babenco (de 2010 a 2016)
Pais: Iray Paz, Oripe Paz
Irmãs: Silvana Paz, Daniela Paz, Adriane Paz