Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Chico Anysio

Chico Anysio

Nomes Alternativos: Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho

263Número de Fãs

Nascimento: 12 de Abril de 1931 (80 years)

Falecimento: 23 de Março de 2012

Maranguape, Ceara - Brasil

Chico Anysio mudou-se com sua família para o Rio de Janeiro quando tinha seis anos de idade. Iniciou no rádio na Rádio Guanabara, onde exercia várias funções: rádioator, comentarista de futebol, etc. Participou do programa Papel carbono de Renato Murce. Trabalhou, na década de 1950, nas rádios "Mayrink Veiga", "Clube de Pernambuco e Clube do Brasil. Nas chanchadas da década de 50, Chico passou a escrever diálogos e, eventualmente, atuava como ator em filmes da Atlântida Cinematográfica.

Na TV Rio estreou em 1957 o Noite de Gala. Em 1959, estreou o programa Só Tem Tantã, lançado por Joaquim Silvério de Castro Barbosa, mais tarde chamado de Chico Total. Além de escrever e interpretar seus próprios textos no rádio, televisão e cinema, sempre com humor fino e inteligente, Chico se aventurou com relativo destaque pelo jornalismo esportivo, teatro, literatura e pintura, além de ter composto e gravado algumas canções.

Canções
Hino ao Músico .... de: Chico Anysio, Nancy Wanderley e Chocolate
Foi tema de abertura do seu programa Chico Anysio Show, na TV Excelsior, TV Rio e TV Globo, e nos espetáculos teatrais, como o do Ginástico Português, no Rio, em 1974, acompanhado sempre do violonista brasileiro Manuel da Conceição, o "mão de vaca".

Rancho da Praça XI .... de: Chico Anysio e João Roberto Kelly .... gravação: Dalva de Oliveira
A música fez grande sucesso no carnaval do IV Centenário do Rio de Janeiro, em fevereiro de 1965.

Vários sucessos com seu parceiro Arnaud Rodrigues, gravados em discos e usados no quadro "Baiano e os Novos Caetanos", em Chico City.
Desde 1968, encontra-se ligado a Rede Globo, onde conseguiu o status de estrela num "cast" que contava com os artistas mais famosos do Brasil; e graças também a relação de mútua admiração e respeito que estabeleceu com o executivo Boni. Após a saída de Boni da Globo nos anos 90, Chico perdeu paulatinamente espaço na programação, situação agravada em 1996 por um acidente em que fraturou a mandíbula.

Em 2005, fez uma participação no Sítio do Picapau Amarelo, onde interpretava o "Dr. Saraiva" e, recentemente, participou da novela Sinhá Moça, na Rede Globo.

Família
É pai do ator Lug de Paula, do casamento com a atriz Nancy Wanderley; do também ator Nizo Neto e de Ricardo, da união como Rose Rondelli; de André Lucas, que é filho adotivo; de Cícero, da relação com a ex-frenética Regina Chaves; e de Bruno Mazzeo, do casamento com a atriz Alcione Mazzeo.

Também teve mais dois filhos com a ex-ministra Zélia Cardoso de Mello, Rodrigo e Vitória. É irmão da também atriz Lupe Gigliotti, com quem já contracenou em vários trabalhos na televisão; do cinesta Zelito Viana; e do industrial, compositor e ex-produtor de rádio Elano de Paula. Também é tio do ator Marcos Palmeira.

Filhos: Bruno Mazzeo, Nizo Neto, Lug de Paula, André Lucas, Cícero Chaves, Rico Rondelli, Vitória Anysio, Rodrigo Anysio
Cônjuge: Malga di Paula (de 2001 a 2012), Zélia Cardoso de Mello (de 1992 a 1998), Nancy Wanderley, Rose Rondelli, Alcione Mazzeo, Regina Chaves
Irmãos: Lupe Gigliotti, Zelito Viana, Elano de Paula, Maria Lilia