Você está em
  1. > Home
  2. > Listas
  3. > OSCAR 2017: todos os concorrentes a Melhor Filme Estrangeiro
Lista criada por Leandro cruelworld
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em avaliações em comum

OSCAR 2017: todos os concorrentes a Melhor Filme Estrangeiro

1. AFEGANISTÃO
Raftan, de Navid Mahmoudi

O filme conta a história de um jovem afegão que decide atravessar ilegalmente a fronteira para reencontrar seu antigo amor. Primeiro filme do diretor.

2. ÁFRICA DO SUL
Call Me Thief, de Daryne Joshua

Um filme baseado na verdadeira história de um jovem que se torna um contador de histórias na cadeia. Ambientado na década de 1960, o filme segue AB que vai para a prisão e durante este tempo usa o seu dom de contar histórias para sobreviver na cadeia e encontrar a sua redenção.

3. ALBÂNIA
Krom, de Bujar Alimani

O drama segue a vida de uma mãe solteira, que é surda, e os conflitos dela com o filho adolescente.

4. ALEMANHA
Toni Erdmann, de Maren Ade

Um dos filmes mais amados de Cannes (e injustiçados, segundo a imprensa), conta a história de um pai que tenta se reconectar com a filha adulta depois de anos de negligência. O filme venceu o FIPRESCI em Cannes (premiação da Federação Internacional da Crítica), sendo a primeira vitória de uma mulher diretora na categoria.

5. ARGÉLIA
Le Puits, de Lotfi Bouchouchi

Le Puits ("O Poço") traz como protagonistas os habitantes de um vilarejo ocupado por soldados e impedidos de escapar. A situação se complica quando a água é escassa e os habitantes começam a morrer de sede.

6. ARÁBIA SAUDITA
Barakah Meets Barakah, de Mahmoud Sabbagh

Uma história de amor que usa humor negro para contrabalancear os perigos que o casal enfrenta. É a segunda submissão da Arábia Saudita na história do país, depois de O Sonho de Wadjda (2013). O filme foi exibido na seção Fórum do Festival de Berlim, onde venceu o prêmio Ecumênico do Júri.

7. ARGENTINA
El ciudadano ilustre, de Gastón Duprat e Mariano Cohn

Quando a realidade supera a ficção. Depois de recusar grandes e prestigiados prêmios em todo o mundo, o Sr. Mantovani, Prêmio Nobel de Literatura aceita um convite para receber o Título de Cidadão Ilustre de sua cidade natal na Argentina, que tem sido a inspiração para todos os seus livros. Acontece que aceitar este convite é a pior ideia de sua vida. Aguarde pelo inesperado quando você usou pessoas reais como personagens dos seus romances!

8. ARMÊNIA
Earthquake, de Sarik Andreasyan

Relato do terremoto que abalou a Armênia em 1988.

9. AUSTRÁLIA
Tanna, de Martin Butler e Bentley Dean

Vencedor de um prêmio da audiência no Festival de Veneza, "Tanna" trata de dois habitantes de uma ilha que decidem se casar por amor, ao contrário dos desejos de seus pais. O filme foi rodado na ilha de Tanna, onde o diretor Bentley Dean viveu por sete meses durante a produção, e usando habitantes locais como atores.

10. ÁUSTRIA
Vor Der Morgenrote, de Maria Schrader

Baseado na vida do novelista Stefan Zweig, essa co-produção entre Áustria, Alemanha e França quase foi indicada pela comissão alemã, mas não passou da shortlist.

11. BANGLADESH
The Unnamed, de Tauquir Ahmed

O caixão de um trabalhador expatriado com a identidade falsificada aumenta a crise de identidade quando o cadáver de outra pessoa é encontrado dentro.

12. BÉLGICA
D'Ardennen, de Robin Pront

Exibido no Festival de Toronto, o drama acompanha um fugitivo que tenta fazer as pazes com o irmão recém solto da cadeia, onde cumpriu pena por um crime cometido por os dois.

13. BOLÍVIA
Carga Sellada, de Julia Vargas-Weise

Vencedor do prêmio do júri no Festival da Índia, o representante boliviano narra a travessia de um trem carregado com detritos tóxicos a serem abandonados em território boliviano.

14. BÓSNIA E HERZEGOVINA
Death in Sarajevo, de Danis Tahovic

O novo filme do Oscarizado Danis Tanovic (Terra de Ninguém, melhor filme estrangeiro) venceu o Grande Prêmio do Júri e o FIPRESCI no Festival de Berlim. Passado no aniversário de 100 anos do assassinato do arqueduque Franz Ferdinand em Sarajevo, o filme trata da relação do presente com eventos do passado.

15. BRASIL
Pequeno Segredo, de David Schurmann

Segundo filme do diretor David Schurmann, o drama semi-autobiográfico fala da família Schurmann, famosa por velejar ao redor do mundo. O drama narra a história da pequena Kat, jovem soropositiva adotada pela família.

16. BULGÁRIA
Losers, de Ivaylo Hristov

Premiado no Festival de Moscou, a comédia traz um grupo de jovens que tem a amizade modificada pela passagem de um grupo de rock na cidade.

17. CAMBOJA
Before the Fall, de Ian White

Uma cantora de boate se envolve em uma batalha de inteligência e decepção com dois amantes, na tentativa de escapar de um rápido colapso numa cidade sitiada.

18. CANADÁ
Juste la Fin du Monde, de Xavier Dolan

Vencedor do Grand Prix e do Júri Ecumênico no Festival de Cannes, o novo drama de Xavier Dolan estrela Gaspard Ulliel como um escritor em estado terminal que volta para a casa da família para anunciar sua morte iminente.

19. CAZAQUISTÃO
Amanat, de Satybaldy Narymbetov

Filme dedicado ao dia da memória das vítimas da repressão política. Uma história que se estende por três períodos do Cazaquistão, que liga as lutas de meados do século XIX contra os russos a dois episódios do século XX que giram em torno do destino do ex-preso político Ermukhan Bekmakhanov, que foi condenado a 25 anos de prisão por escrever livros históricos sobre o herói nacional do Cazaquistão Kenesary Kasymov e seu movimento de libertação nacional.

20. CHILE
Neruda, de Pablo Larraín

Indicado previamente ao Oscar por 'No', Larraín recebeu incansável aclamação por essa cinebiografia do escritor Pablo Neruda. O diretor tem ainda chances no Oscar por Jackie, cinebiografia falada em inglês da primeira dama Jacqueline Kennedy.

21. CHINA
Please Open Your Window, de Jiang Liu

22. CINGAPURA
Apprentice, de Boo Junfeng

O filme discute pena de morte, sob o ponto de vista de um dos profissionais encarregados de fazer as execuções. Exibido na mostra Un Certain Regard.

23. COLÔMBIA
Alias Maria, de José Luis Gracia

Membra de uma unidade de guerrilha, a jovem Maria engravida aos 13 anos de idade. Enquanto esconde a própria gravidez, ela é enviada em uma missão para resgatar o filho do comandante em segurança. Exibido na seção Un Certain Regard, do Festival de Cannes.

24. CORÉIA DO SUL
The Age of Shadows, de Kim Jee Wong

Um thriller de espiões passado na década de 1920. O diretor Kim Jee Wong dirigiu famosos exemplares do horror asiático, como Medo (2003) e Eu vi o Diabo (2010).

25. CROÁCIA
On the Other Side, de Zrinko Ogresta

Thriller sobre uma mulher que precisa retornar à cidade onde passou por uma tragédia vinte anos atrás. Premiado na seção Panorama, do Festival de Berlim.

26. CUBA
El Acompañante, de Pavel Giroud

Drama sobre um hospital nos anos 80 especializado em pacientes vítimas do HIV.

27. DINAMARCA
Under Sandet (Land of Mine), de Martin Zandvliet

Drama histórico sobre os mais de 2000 soldados alemães enviados para desarmar minas terrestres instaladas em território dinamarquês. Mais da metade deles morreram no caminho. Exibido no Festival de Toronto.

28. EGITO
Clash (Eshtebak), de Mohamed Diab

Passado na revolução egípcia de 2011, o filme é dirigido por um dos mais influentes ativistas do movimento. Exibido na mostra Un Certain Regard.

29. ESLOVÁQUIA
Eva Nová, de Marko Skop

Eva é uma alcoólatra em regeneração, que vive à sombra da carreira que fez décadas antes como atriz, e tenta ganhar de volta o amor da pessoa que ela mais magoou na vida - seu filho. Vencedor do FIPRESCI no Festival de Toronto.

30. ESLOVÊNIA
Houston, We Have a Problem!, de Ziga Virc

Um falso documentário que explora o mito de que o governo americano comprou o programa espacial clandestino da Iugoslávia e o utilizou para combater a União Soviética na Corrida Espacial. É um filme que manipula fatos reais para falar da influência da mídia.

31. ESPANHA
Julieta, de Pedro Almodóvar

Primeira submissão espanhola de um filme de Almodóvar desde Volver (10 anos atrás), Julieta acompanha a vida da mesma mulher em um intervalo de décadas: sua juventude sonhadora e sua meia-idade, à beira de um colapso. Almodóvar venceu o Oscar de filme estrangeiro com Tudo Sobre Minha Mãe e melhor roteiro por Fale com Ela.

32. ESTÔNIA
Ema (Mother), de Kadri Kousaare

A bem humorada história dos excêntricos habitantes de uma cidadezinha que procuram pelo dinheiro deixado por um rico senhor local, morto em um acidente com uma arma. Aclamado em sua exibição no Festival de Tribeca.

33. EQUADOR
Sin Muertos No Hay Carnaval, de Sebastián Cordero

A história dramática de um equatoriano jovem e rico tentando despejar 250 famílias que invadiram a terra que herdou de seu pai. Sem muitas opções, ele decide negociar com o líder da invasão, o advogado Teran, mesmo sabendo que o despejo não vai acontecer sem correr sangue. Após suspeitar da traição de seu líder, os invasores tornam pública sua pretensão e isso desencadeia uma série de acontecimentos que mostram a realidade da cidade de Guayaquil através dos seus vários estratos sociais.

34. FILIPINAS
Ma' Rosa, de Brillante Mendoza

Vencedor do prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes desse ano, Ma' Rosa é uma comerciante que vende drogas em sua mercearia de fachada. Um dia, Rosa é presa e seus filhos precisam aprender a lidar com a vida.

35. FINLÂNDIA
The Happiest Day in the Life of Olli Maki (Hymyileva Mies), de Juho Kuosmanen

O vencedor do prêmio máximo na Un Certain Regard é uma cinebiografia do boxeador Olli Maki e o dia mais feliz de sua vida: a vitória no campeonato.

36. FRANÇA
Elle, de Paul Verhoeven

O retorno do mestre Paul Verhoeven (Instinto Selvagem, Robocop, Showgirls) foi realizado em francês porque, segundo ele, nenhuma atriz de Hollywood aceitaria um papel tão controverso. No filme, Elle (Isabelle Huppert) é estuprada e parte atrás de seus agressores. Favorito desde já.

37. GEORGIA
House of Others, de Rusudan Glurjidze

A estreia de Rusudan Glurjidze na direção segue uma família que ocupa uma área deserta, numa região que passou recentemente por um extermínio.

38. GRÉCIA
Chevalier, de Athina Rachel Tsangari

Dirigido por uma das responsáveis pela cerimônia de abertura das Olimpíadas de Atenas, Chevalier é uma comédia satírica sobre um bote ocupado por homens que lutam pelo posto de macho alfa ta embarcação.Exibido no Festival de Toronto e premiado no Festival de Londres.

39. HONG KONG
Port of Call, de Philip Yung

Port of Call é baseado em um crime real ocorrido em Hong Kong em 2008: o assassinato e esquartejamento de uma jovem prostituta.

40. HUNGRIA
Tiszta szivvel (Kills on Wheels), de Attila Till

Uma comédia sobre assassinos que usam cadeiras de rodas.

41. ISLÂNDIA
Prestir (Sparrows), de Runar Runarsson

Um coming-of-age sobre um garoto que se muda para a Islândia para viver com o pai. Exibido no Festival de Toronto.

42. ÍNDIA
Interrogation, de Vetrimaaran

Um docudrama aclamadíssimo que lida com temas como brutalidade da polícia, corrupção e perda da inocência depois de sofrer uma injustiça. Premiado na mostra Horizonte do Festival de Veneza.

43. INDONÉSIA
Surat Dari Praha (Letters from Prague), de Angga Dwimas

Nessa história de exílio combinada com romance, uma jovem precisa entregar uma carta para um antigo conhecido de sua mãe recém-falecida.

44. IRÃ
The Salesman (Forushande), de Asghar Farhadi

Um casal que ensaia para a peça A Morte do Caixeiro Viajante toma contornos violentos depois que a mulher começa a viver em uma casa habitada por uma prostituta. O novo filme do diretor oscarizado por A Separação venceu dois prêmios grandes na seleção de Cannes esse ano: melhor roteiro e melhor ator.

45. IRAQUE
El clásico, de Halkawt Mustafa

A história de dois amigos de baixa estatura que atravessam o país para conhecer o jogador Cristiano Ronaldo.

46. ISRAEL
Sand Storm, de Elite Zexer

Vencedor do prêmio do júri em Sundance e exibido na mostra Panorama do festival de Berlim, é a luta de duas mulheres pela independência.

47. ITÁLIA
Fogo ao Mar, de Gianfranco Rosi

Um dos poucos lançados no Brasil até o momento, o grande vencedor do Festival de Berlim lida com a ilha italiana de Lampedusa, um porto para milhares de imigrantes da África e do Oriente Médio. Fogo ao Mar é um documentário, o que faz com que o filme também seja bem visto para a categoria principal de Documentário.

48. JAPÃO
Nagasaki: Memories of My Son (Haha to Kuraseba), de Yoji Yamada

A história de uma mulher que teve o filho morto pela bomba atômica de Nagasaki em 1945. Apesar das décadas passadas desde a morte, o fantasma dele ainda assombra a mãe. O diretor Yoji Yamada foi indicado ao Oscar de estrangeiro em 2002, com O Samurai do Entardecer.

49. JORDÂNIA
3000 Nights, de Mai Masri

Exibido em Toronto, o filme segue uma mulher palestiniana que está prestes a dar à luz dentro de um presídio.

50. KOSOVO
Home Sweet Home, de Faton Bajraktari

Uma comédia dramática sobre um heroi de guerra que retorna para casa depois de todos acharem que ele estava morto. A alegria logo dá lugar à preocupação, já que sua morte era do interesse de muita gente.

51. LETÓNIA
Ausma (Dawn), de Laila Pakalnina

A história contada em preto e branco sobre uma jovem comunista que decide delatar o pai corrupto. O filme foi elogiado pela crítica como uma bela história metalinguística sobre o cinema soviético.

52. LÍBANO
Very Big Shot, de Mir-Jean Bou Chaaya

Exibido no Festival de Toronto, traz um traficante que conta com a ajuda de um documentarista para manipular a opinião pública e limpar sua imagem.

53. LITUÂNIA
Senekos diena (Seneca's Day), de Kristijonas Vildziunas

Em 1989, um grupo de adolescentes decidem "viver cada dia como se fosse o último". O filme é narrado por um deles, 25 anos depois, que se sente fracassado por não ter conquistado os ideais de sua juventude.

54. LUXEMBURGO
La Supplication (Voices from Chernobyl), de Pol Cruchten

Documentário baseado em depoimentos de sobreviventes de Chernobyl.

55. MACEDÔNIA
The Liberation of Skopje, de Danilo Serbedzija e Rade Serbedzija

Skopje 1941, cidade ocupada pelos alemães e seus aliados na Bulgária. Zoran, um menino testemunha os horrores da guerra. O pai de Zoran está fora de combate no exército partidário. A mãe de Zoran e um oficial alemão desenvolvem um carinho especial um pelo outro.

56. MARROCOS
A Mile in my Shoes, de Said Khallaf

Um thriller de vingança sobre uma jovem na miséria.

57. MÉXICO
Desierto, de Jonás Cuarón

O que começa como uma jornada esperançosa de imigrantes na fronteira americana acaba se tornando uma batalha pela sobrevivência, quando os homens desarmados atravessam uma área do deserto cercada por um vigilante munido de um rifle. Jonás Cuarón é irmão do Oscarizado Alfonso Cuarón (Gravidade, Filhos da Esperança) e foi indicado ao BAFTA pelo roteiro de Gravidade.

58. MONTENEGRO
Igla Ispod Praga (The Black Pin), de Ivan Marinovic

Um padre misantropo entra em conflito com os habitantes da península onde vive, pessoas supersticiosas que armam planos mirabolantes para expulsar o padre dali.

59. NEPAL
Kalo Pothi (The Black Hen), de Min Bahadur Bham

Prakash e Kiran, dois amigos de castas diferentes, atravessam o deserto em busca de um galo perdido, em meio à guerra civil do Nepal. Vencedor da semana internacional da crítica no Festival de Veneza, foi o primeiro filme do país a passar pelo festival.

60. NOVA ZELÂNDIA
A Flickering Truth, de Pietra Brettkelly

Documentário sobre a tentativa de restaurar os arquivos do cinema afegão depois que o Talibã tomou posse de Kabul, onde estavam os arquivos. Exibido no Festival de Veneza.

61. NORUEGA
Kongens nei (The King's Choice), de Erik Poppe

O docudrama se relaciona com a decisão do Rei Haakon VII ao longo da Segunda Guerra: não se render às investidas nazistas.

62. PAÍSES BAIXOS
Tonio, de Paula van der Oest

Baseado numa autobiografia sobre um pai que sofre a morte do filho, Tonio explora a morte de um jovem em um acidente de carro e o sofrimento da família nos dias que sucederam a tragédia. A diretora Paula van der Oest foi indicada ao Oscar de estrangeiro por Zus & Zo (2001) e seu filme anterior, Lucia de B, ficou entre os 8 pré-selecionados para o Oscar 2015.

63. PALESTINA
The Idol, de Hany Abu-Assad

Drama inspirado na incrível história de Mohammad Assaf, ganhador do programa árabe Idol, em 2013. Um jovem rapaz em Gaxa, Mohammad Assaf sonha em um dia cantar na Cairo Opera House, com sua irmã e sua melhor amiga, Nour. Um dia, Nour sofre um colapso e é levada ao hospital onde descobrem que ela precisa de um transplante de rim, deixando Mohammad com o desejo de um dia se tornar um famoso cantor em Cairo. Escapando de Gaza para o Egito contra todos os obstáculos, Mohammad começa a tão sonhada jornada de sua vida.

64. PAQUISTÃO
Mah e Mir, de Anjum Shahzad

Cinebiografia do poeta paquistanês Mir Taqi Mi.

65. PANAMÁ
Salsipuedes de Ricardo Aguillar Navarro

Drama sobre um homem que volta ao bairro pobre onde nasceu. Lá, é confrontado pelo pai, um homem em prisão condicional que pensa em fugir.

66. PERU
Videofilia y otros sindromes virales, de Juan Daniel Fernandez

A relação amorosa de dois jovens que se comunicam exclusivamente pela internet.

67. POLÓNIA
Afterimage, de Andrzej Wajda

Uma impulsiva biografia do artista de vanguarda Wladyslaw Strzeminski, que lutou contra a ortodoxia stalinista e suas próprias deficiências físicas para avançar suas ideias progressistas sobre a arte.

68. PORTUGAL
Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira

Competiu pelo Urso de Ouro em Berlim. Uma coleção de cartas escritas por um jovem soldado, doutor e aspirante a escritor, que escrevia para sua esposa enquanto servia na Angola entre 1971 e 1973.

69. QUIRGUISTÃO
Atanyn Kereezi (A Father's Will), de Bakyt Mukul e Dastan Japar Uulu

Um jovem imigrante nos EUA volta para o Quirguistão para acompanhar o pai, que está em seus últimos dias. Quando ele morre, o jovem tenta realizar o último desejo do pai, de quitar todas as suas dívidas com os habitantes da vila onde morava.

70. REINO UNIDO
Under the Shadow, de Babak Anvari

O filme, falado na linguagem persa, é uma hist´roia de horror em que mãe e filha começam a ser perseguidas por uma força misteriosa depois do fim da revolução em Teerã, nos anos 80. Exibido em Sundance e será lançado nos EUA pela Netflix em 7 de outubro.

71. REPÚBLICA CHECA
Lost in Munich, de Petr Zelenka

A comédia traz como centro um papagaio de 90 anos de idade que passou por eventos históricos da França, onde viveu com o primeiro ministro Édouard Daladier.

72. REPÚBLICA DOMINICANA
Flor de Azúcar, de Fernando Baez Mella

O drama traz a reunião de um homem com sua família, depois de passar um ano escondido por matar um policial abusivo.

73. ROMÊNIA
Sieranevada, de Cristi Puiu

A trama segue um neurologista bem-sucedido que vai a um jantar de família para comemorar a morte do pai. Sim, eu disse comemorar. Competiu pela Palma de Ouro em Cannes.

74. RÚSSIA
Paradise, de Andrei Konchalovsky

A vida de três pessoas cujas vidas se cruzam durante a segunda guerra mundial: uma imigrante, um francês aliado da resistência e um oficial da SS. Vencedor do prêmio de melhor diretor no Festival de Berlim.

75. SÉRVIA
Train Driver's Diary, de Milos Radovic

O diário de um condutor de trens a dias de distância de sua aposentadoria. O maquinista, que acumula o infame recorde de maior número de vítimas acidentais ao longo de sua carreira (28 atropelados pelo ônibus), prepara seu filho de 19 anos para seguir na profissão. Vencedor do prêmio da audiência no Festival de Moscou.

76. SUÉCIA
En man som heter ove (A Man Called Ove), de Hannes Holm

A amizade entre um pai de família e um excêntrico milionário com constantes pensamentos suicidas.

77. SUÍÇA
My Life as a Courgette (Ma vie de Courgette), de Claude Barras

Depois da morte repentina da mãe, Courgette tenta encontrar seu lugar no orfanato - e no mundo. O filme é uma animação em stop motion que arrebatou o público no Festival de Annecy (o maior das animações, onde venceu o prêmio máximo) e em Cannes.

78. TAIWAN
Lokah Laqi (Hang in there Kids!), de Laha Mebow

A vida de três crianças otimistas em uma tribo indígena no Taiwan, que se apaixonam pela nova professora.

79. TAILÂNDIA
Karma, de Kanitta Kwanyu

Um filme de terror que se passa dentro de um monastério, onde os clérigos têm medo que o karma volte para eles por suas ações. O filme passou por controvérsia em sua estreia e foi banido pelos censores, que só liberaram o filme depois de vários cortes. O filme é dirigido por Kanitha Kwanyu, uma das poucas mulheres na indústria cinematográfica tailandesa.

80. TUNÍSIA
À peine j'ouvre les yeux (As I Open My Eyes), de Leyla Bouzid

No verão de 2010, um pouco antes da "Revolução de Jasmin" na Tunísia, a jovem Farah se torna vocalista de uma banda. Quando suas atitudes no palco são de rebeldia, Farah começa a ser seguida pela polícia e ter seus movimentos monitorados ao longo da turnê. Exibido no Festival de Toronto.

81. TURQUIA
Cold of Kalandar, de Mustafa Kara

A luta de uma família turca contra as adversidades. Mehmet é um homem que vive com sua família em uma aldeia numa montanha no Mar Negro. Ele ganha a vida criando alguns animais e fazendo busca de minerais para uma possível exploração comercial em uma mina nas proximidades, mas isso é visto como inútil por sua família.

82. UCRÂNIA
Ukrainian Sheriffs, de Roman Bondarchuk

Documentário sobre dois policiais e suas rotinas em uma ilha remota da Ucrânia. O país esteve vetado do Oscar no ano passado, quando a Academia denunciou irregularidades no comitê que escolhia o filme submetido, alegando conflitos de interesses entre os votantes.

83. URUGUAI
Migas de Pan, de Manane Rodriguez

Produzido por integrantes da EWA, a rede europeia de mulheres no audiovisual, o filme traz Cecilia Roth como uma advogada que se prepara para viver tranquilamente com a família quando é confrontada com um novo caso: defender um grupo de mulheres estupradas na cadeia.

84. VENEZUELA
De Longe te Vejo (Desde Allá), de Lorenzo Vigas

O grande campeão do Festival de Veneza no ano passado, o filme segue Armando, um rico homem de meia-idade que se envolve sexualmente com Élder, um jovem membro de uma gangue.

85. VIETNÃ
Yellow Flowers on the Green Grass, de Victor Vu

A história de dois irmãos que rivalizam pelo amor da mesma garota, com trágicas consequências, em um vilarejo no Vietnã. Exibido em Cannes.

Lista editada há 1 mês

85 3

0%
Você já viu 0 dos 85 filmes desta lista.
  1. Parting (Parting)

    Parting

    0
    1
  2. Call Me Thief (Noem My Skollie)

    Call Me Thief

    0
    2
  3. Chromium (Krom)

    Chromium

    0
    3
  4. Toni Erdmann (Toni Erdmann)

    Toni Erdmann

    4.0 6
    4
  5. Os Poços (Le Puits)

    Os Poços

    0
    5
  6. Barakah com Barakah (Barakah yoqabil Barakah)

    Barakah com Barakah

    4.5 0
    6
  7. O Cidadão Ilustre (El ciudadano ilustre)

    O Cidadão Ilustre

    3.9 2
    7
  8. Earthquake (Zemletryasenie)

    Earthquake

    0
    8
  9. Tanna (Tanna)

    Tanna

    3.6 2
    9
  10. Stefan Zweig: Farewell to Europe (Before Dawn)

    Stefan Zweig: Farewell to Europe

    4.0 0
    10
  11. The Unnamed (Oggatonama)

    The Unnamed

    0
    11
  12. The Ardennes (D'Ardennen)

    The Ardennes

    3.3 10
    12
  13. Carga Sellada (Carga Sellada)

    Carga Sellada

    3.0 0
    13
  14. Smrt u Sarajevu (Smrt u Sarajevu)

    Smrt u Sarajevu

    3.4 2
    14
  15. Pequeno Segredo (Pequeno Segredo)

    Pequeno Segredo

    3.5 93
    15
  16. Losers (Karatsi)

    Losers

    0
    16
  17. Before the Fall (Before the Fall)

    Before the Fall

    0
    17
  18. É Apenas o Fim do Mundo (Juste la fin du monde)

    É Apenas o Fim do Mundo

    3.4 52
    18
  19. Amanat (Аманат)

    Amanat

    0
    19
  20. Neruda de Pablo Larrain (Neruda)

    Neruda de Pablo Larrain

    3.1 4
    20
  21. Please Open Your Window (请把你的窗户打开)

    Please Open Your Window

    0
    21
  22. Apprentice (Apprentice)

    Apprentice

    0
    22
  23. Alias María (Alias María)

    Alias María

    3.5 0
    23
  24. The Age of Shadows (Mil-jeong)

    The Age of Shadows

    5.0 0
    24
  25. On the Other Side (S one strane)

    On the Other Side

    0
    25
  26. El acompañante (El acompañante)

    El acompañante

    0
    26
  27. Terra de Minas (Under Sandet)

    Terra de Minas

    4.1 13
    27
  28. Clash (Clash)

    Clash

    0
    28
  29. Eva Nová (Eva Nová)

    Eva Nová

    0
    29
  30. Houston, We Have a Problem! (Houston, We Have a Problem!)

    Houston, We Have a Problem!

    0
    30
  31. Julieta (Julieta)

    Julieta

    3.9 307
    31
  32. Mother (Ema)

    Mother

    0
    32
  33. Sin Muertos No Hay Carnaval (Sin Muertos No Hay Carnaval)

    Sin Muertos No Hay Carnaval

    5.0 0
    33
  34. Ma' Rosa (Ma' Rosa)

    Ma' Rosa

    3.7 3
    34
  35. O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Mäki (Hymyileva Mies)

    O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Mäki

    3.6 2
    35
  36. Elle (Elle)

    Elle

    3.9 183
    36

Comentar: