Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Vincente Minnelli

Vincente Minnelli

Nomes Alternativos: Lester Anthony Minnelli

100Número de Fãs

Nascimento: 28 de Fevereiro de 1903 (83 years)

Falecimento: 25 de Julho de 1986

Chicago, Illinois - Estados Unidos da América

Era o filho mais novo de Mina Le Beau (uma franco-americana) e de Vincent Charles Minnelli (um ítalo-americano), condutor musical do Minnelli Brothers´ Tent Theater. Começou sua carreira com os pais como ator de espetáculos itinerantes e depois trabalhou como cenarista em Chicago e figurinista em Nova York.
Em 1936 estreou na direção teatral, fazendo na Broadway, "All home abroad". Em Hollywood, assinou contrato com a Metro Goldwyn Mayer e entre 1942 e 1962 dirigiu 29 filmes.

Ele dirigiu ''Meet Me in St. Louis'' (1944), quando namorou a estrela Judy Garland. Eles se casaram no ano seguinte tiveram sua filha única, Liza Minnelli, que cresceu e tornou-se uma estrela do cinema e dos palcos como cantora e atriz, inclusive vencedora do Oscar pelo filme "Cabaret".

Vincente Minnelli, pseudônimo de Lester Anthony Minelli, foi um cineasta norte-americano e considerado um dos criadores do moderno musical.

Com a sua experiência em teatro, Minnelli era conhecido como um autor que sempre trouxe sua experiência de palco para seus filmes. O primeiro filme que ele dirigiu, Cabin in the Sky (1943), estava visivelmente influenciado pelo teatro. Pouco depois, ele dirigiu I Dood ele com Red Skelton e ''Agora Seremos Felizes/Meet Me in St. Louis'' (1944), durante o qual ele se apaixonou com a estrela do filme, Judy Garland. Este filme ocupa a 10ª colocação na Lista dos 25 Maiores Musicais Americanos de todos os tempos, idealizada pelo American Film Institute (AFI) e divulgada em 2006. No filme, Garland canta as cancões The Trolley Song e Have Yourself a Merry Little Christmas, que se tornaram clássicos depois da estréia do filme. Inclusive, ambas as canções foram incluídas na Lista das 100 melhores canções do cinema estadunidense lançada pelo American Film Institute em 2004.

Durante o curso de sua carreira, dirigiu sete atores diferentes em performances indicados ao Oscar: Spencer Tracy , Gloria Grahame , Kirk Douglas , Anthony Quinn , Arthur Kennedy , Shirley MacLaine e Martha Hyer . Grahame e Quinn ganharam Oscars por suas performances em um dos filmes de Minnelli. Ele recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Diretor por ''Sinfonia de Paris/An American in Paris'' (1951) e mais tarde ganhou o Oscar de Melhor Diretor por ''Gigi'' (1958). De acordo com Peter Bart em seu livro The Gross, Minnelli está entre os diretores de cinema mais bem sucedidos de todos os tempos e inquestionavelmente o diretor mais bem sucedido na década de 1940 e 50, seus filmes com 11 primeiros lugares no ranking de bilheteria segundo a Variety.

''Sinfonia de Paris/An American in Paris'', o filme ocupa a 9ª colocação na Lista dos 25 maiores musicais estadunidenses de todos os tempos, idealizada pelo American Film Institute (AFI) e divulgada em 2006.

Ele foi premiado com a maior honraria civil da França, o comandante Nationale da Legião de honra , apenas algumas semanas antes de sua morte em 1986.

A conceituada revista Cahiers du Cinéma, viu nele um visionário do cinema obcecado com a beleza e harmonia, e um artista que poderia dar substância ao mundo dos sonhos.

Ele se divorciou de Judy Garland em 1951 e quando morreu, em casa, dormindo, aos 83 anos, estava casado com Lee Minnelli. Encontra-se sepultado no Forest Lawn Memorial Park (Glendale), Glendale, Los Angeles, nos Estados Unidos.

Cônjuge: Lee Anderson (de 1980 a 1986), Danica Radosavljev (de 1962 a 1971), Georgette Magnani (de 1954 a 1958), Judy Garland (de 1945 a 1951)