Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Jena Malone
1303Número de Fãs

Nascimento: 21 de Novembro de 1984 (32 years)

Lake Tahoe, Nevada - Estados Unidos da América

É uma atriz e cantora norte-americana. É muito conhecida por estrelar em filmes independentes e por ser uma das melhores atrizes de sua geração. Já atuou em filmes como Contato, Lado a Lado, Donnie Darko, Galera do Mal e Na Natureza Selvagem.

Malone nasceu em Nevada, e já morou em 27 locais diferentes, incluindo Lake Tahoe, onde viveu até os dez anos de idade. Malone foi criada por sua mãe, Deborah, e a namorada dela, a quem Jena chama de "Godmom". Jena tem uma meia-irmã, chamada Madison Mae, que nasceu em agosto de 1997. Ela começou a sentir interesse pela atuação, depois de assistir a sua mãe, na época que estava envolvida na comunidade teatral. Elas se mudaram para Las Vegas, lugar que Jena odiou, e depois para Los Angeles. Ela completou o ensino médio cedo, através do General Educational Development (GED) - uma espécie de supletivo. Estudou brevemente no Professional Children's School, em Manhattan. E fez fotografia em uma faculdade comunitária, no norte da Califórnia no início do outono de 2002. Foi originalmente escalada para interpretar a personagem “Emily” em Havoc de 2005, mas foi substituída por Bijou Phillips. Aos doze anos de idade, Jena foi a pessoa mais jovem a ser indicada para o prêmio Screen Actors Guild Award por sua performance em Marcas do Silêncio. Mas em 2001, sua marca foi quebrada pela atriz Dakota Fanning, que aos sete anos foi indicada ao prêmio pelo filme Uma Lição de Amor. Interpretou a filha de Susan Sarandon em Lado a Lado e, em seguida, estrelou ao lado da filha de Susan na vida real, Eva Amurri, em Galera do Mal. Aos quinze anos de idade, Jena moveu uma ação jurídica contra a sua mãe, Debbie, pedindo emancipação, alegando má gestão do seu patrimônio e falta de pagamento de impostos. Sua mãe agora está impedida de interferir em sua carreira e no seu dinheiro. Ela toca acordeão e guitarra.

Jena começou a atuar ainda menina, sua carreira tem sido comparada com a de Jodie Foster, que também começou muito nova e é uma das atrizes mais aclamadas do cinema. Jena contracenou com Jodie em dois filmes.

Sua estreia como atriz aconteceu no filme Marcas do Silêncio de 1996, papel pelo qual ela ganhou o prêmio Young Artist Award e foi indicada a prêmios como o Independent Spirit Award na categoria Melhor Performance Estreante e o Screen Actors Guild Award na categoria Performance Marcante em Minissérie ou Filme de TV. Este filme trata de questões como abuso infantil, violência e sexo. Mostrando autoconfiança e uma visão clara das metas pessoais a alcançar, Jena, aos catorze anos de idade, foi incentivada a participar do filme Força Aérea Um de 1997, um filme que estava praticamente garantido a ser um sucesso trazendo no elenco Harrison Ford. Mas Jena preferiu procurar outros projetos que a interessavam. De lá para cá, seus papéis tem crescido em Hollywood e nos anos seguintes, Malone também fez vários filmes para a TV para o qual ela ganhou ou foi indicada a muitos prêmios.

Em 1997, Jena apareceu no blockbuster Contato, onde interpretou a versão mais nova de Jodie Foster. Foster elogiou sua atuação no filme. Ainda em 1997, ela foi indicada ao Globo de Ouro, como Melhor Atriz em uma Minissérie ou Filme TV, por seu papel em Hope - Cidade em Conflito. Em 1998, Jena foi lançada no filme Lado a Lado, onde co-estrelou com Julia Roberts, Susan Sarandon e Ed Harris, Jena ganhou dois prêmios por sua atuação nesse filme. Além disso, Malone apareceu em dois episódios da aclamada série de TV Homicide: Life on the Street. Contrariamente ao que normalmente poderia ser esperado de uma atriz adolescente, nestes episódios, Jena desempenhou um papel complexo como a autora de um crime, que ela retratou com sutileza.

Aos quinze anos de idade, Jena foi emancipada legalmente e, portanto, tomou o controle direto das suas finanças e sua carreira. Malone começou a receber mais atenção e elogios em seu próximo conjunto de filmes: o cultuado Donnie Darko de 2001 com Jake Gyllenhaal; Life as a House também de 2001 com Kevin Kline e Hayden Christensen; o ganhador do Independent Spirit Awards, Meninos de Deus de 2002, com Emile Hirsch, Kieran Culkin e Jodie Foster, e Galera do Mal de 2004 com Mandy Moore, Macaulay Culkin, entre outros. Nesse filme Jena faz o papel principal. Em 2005, Jena atuou no filme Orgulho & Preconceito, com Keira Knightley e Matthew Macfadyen no papel de "Lydia Bennet". Jena tem manifestado interesse em dirigir um filme algum dia. Em 2002, ela co-produziu o filme Confissões de uma Garota Americana, um drama em que ela também atuou. No início de 2006, Jena fez sua estréia na Broadway na peça Doubt.

Em 2007, foi anunciado que ela estava lançando seu primeiro single na The Social Registry, uma gravadora de música experimental sitiada em Nova York. Ainda em 2007, ela participou do aclamado Na Natureza Selvagem, dirigido por Sean Penn e estrelado por Emile Hirsch, Kristen Stewart, William Hurt, Marcia Gay Harden e Vince Vaughn. Também atuou em As Ruínas que foi lançado em abril de 2008 e co-estrelou com Shawn Ashmore, Laura Ramsey e Jonathan Tucker. Em 2009, ela viveu "Lavinia" na peça Mourning Becomes Electra, uma releitura da obra escrita por Eugene O'Neill em 1931.