Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Johnny Depp

Johnny Depp

Nomes Alternativos: John Christopher Depp II

41714Número de Fãs

Nascimento: 9 de Junho de 1963 (53 years)

Owensboro, Kentucky - Estados Unidos da América

Johnny Depp, ou John Christopher Depp II, é um dos maiores astros do cinema dos últimos tempos. Um dos melhores atores em atividade, o versátil Depp tem como característica trazer traços marcantes de sua personalidade para os seus personagens.

Com apenas 15 anos de idade, Johnny Depp teve que aprender a viver “fora dos padrões” convencionais estabelecidos pela sociedade devido ao divórcio de seus pais (o engenheiro John e da dona de casa Betty Sue). A separação teve grande impacto para o jovem Depp que isolou-se física e psicologicamente de tudo e todos, além de assumir ao público que nesse período experimentou drogas.

Amante e entusiasta à música desde cedo, Johnny Depp fez parte de uma banda chamada “The Kids” na qual tocava guitarra e chegou a tocar para plateias.

A carreira de Depp no cinema começou despretensiosamente, ele foi acompanhar uma amiga em um teste de elenco para um filme de terror quando recebeu um convite inesperado para também realizar um teste para o longa-metragem. Sendo assim, em 1984, Johnny Depp faria sua estreia nas telonas com o filme "A Hora do Pesadelo" (A Nightmare on Elm Street), de Wes Craven – tão aclamado pelos fãs de terror com seu personagem simbólico Freddy Krueger.

A partir de então, Depp apaixonou-se pelo mundo da sétima arte e foi conquistando papéis no ano seguinte. O jovem ator ganhou destaque reconhecido em seu quinto filme: o premiado “Platoon”, de Oliver Stone. O filme de 1986 conta a história de Chris Taylor (Charlie Sheen), que abandona a universidade e se alista espontaneamente para combater na Guerra do Vietnã e, devido a convivência com os demais recrutas e com os oficiais, perde sua inocência e passa a experimentar de perto toda a violência e loucura de uma carnificina sem sentido.

Em 1990, Johnny Depp com seu jeito rebelde ganharia visibilidade na comédia “Cry Baby”, de John Waters, no papel de um bad boy líder de um grupo que vive em Baltimore na década de 50: Wade "Cry-Baby" Walker.

No mesmo ano, o sucesso e ascensão do ator vieram definitivamente com "Edward Mãos de Tesoura" (Edward Scissorhands), seu primeiro trabalho com o diretor Tim Burton. A tão conhecida história de Edward e suas tesouras no lugar das mãos, que vive sozinho em um castelo e que foi fruto da criação de um inventor, no caso, Vicent Price. O filme trouxe a Johnny Depp o prêmio de melhor ator dado pela Associação dos Críticos de Londres, além da sua primeira indicação ao Globo de Ouro de Melhor Ator - Comédia/Musical.

No ano de 1993, Johnny Depp recebe mais duas indicações ao Globo de Ouro de Melhor Ator com os filmes: "Benny & Joon - Corações em Conflito" (Benny & Joon), de Jeremiah S. Chechik e “Ed Wood”, de Tim Burton.

No ano seguinte, Depp vive um jovem de 21 anos de idade que alega ser o real Don Juan – o maior amante do mundo, no filme “Don Juan DeMarco” dirigido por Jeremy Leven. Neste filme, o ator contracena diretamente com Marlon Brando, no papel de um psiquiatra. Já em 1997, no filme de máfia “Donnie Brasco”, Johnny Depp é um agente do FBI que usa o nome de Donnie Brasco para infiltrar-se entre os mafiosos. Um criminoso veterano, interpretado pelo Al Pacino, passa a ser o seu “padrinho” ensinando-lhe os caminhos da máfia.

Um ano depois, o ator aparece no drama "Medo e Delírio", de Terry Gilliam, cuja história foi adaptada do livro de Hunter S. Thompson. O longa traz a busca incessante pelo tão desejado "sonho smericano" por parte do jornalista Dr. Thompson (Johnny Depp) e seu advogado (Benicio Del Toro), dois caras meio pirados que chegam a Las Vegas para cobrir uma famosa corrida de motos no deserto.

Em 1999, Johnny Depp protagoniza “A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça” (Sleepy Hollow), de Tim Burton. O thriller policial que se passa no ano de 1799, levou o Oscar de Melhor Direção de Arte.

Os trabalhos de Depp não pararam, seguindo alguns destaques em 2000, como: “Porque Choram Os Homens” (The Man Who Cried); “Antes do Anoitecer” (Before Night Falls) e “Chocolate” (Chocolat). Em 2001, Depp protagoniza uma adaptação da graphic novel From Hell (Alan Moore), o filme homônimo - “Do Inferno” - foi dirigido pelos irmãos Hughes.

Mesmo com o grande talento do ator, é preciso dizer que Johnny Depp fez muitos filmes considerados difíceis de atrair o grande público, mas isso não aconteceu com uma das consideradas maiores franquias do cinema: Piratas do Caribe! Em 2003, Depp seria admirado pelo papel de Jack Sparrow, o famoso pirata no filme “Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra” (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl) – o primeiro da saga. Em 2017, chega aos cinemas o quinto filme - já confirmado - desta parceria, Piratas do Caribe: Os Mortos Não Contam Histórias.
Ainda com Tim Burton, Johnny Depp assumiu o papel de Willy Wonka em “A Fantástica Fábrica de Chocolate” (Charlie and the Chocolate Factory); fez a dublagem do personagem Victor Van Dorst na animação “A Noiva Cadáver” (Corpse Bride); interpretou o Chapeleiro Maluco em “Alice no País das Maravilhas” (Alice in Wonderland); deu vida ao vampiro Barnabas em “Sombras da Noite” (Dark Shadows); fez o barbeiro esquisito no musical “Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet” (Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street), entre outros.

Entre 2010 e 2015, Johnny Depp participou de uma grande quantidade de filmes. Do mais novo para o mais velho, entre estas datas, é possível citar Mortdecai - A Arte da Trapaça, Caminhos da Floresta – no papel de Lobo Mau -, Transcendente - A Revolução, Sombras da Noite como Barnabas Collins, Anjos da Lei, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas, Rango, Alice No País das Maravilhas e O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus.