Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Murilo Benício

Murilo Benício

Nomes Alternativos: Murilo Benício Ribeiro

663Número de Fãs

Nascimento: 13 de Julho de 1972 (45 years)

Niterói, Rio de Janeiro - Brasil

Estreou na televisão em 1993, com a novela ''Fera Ferida'.

Em 1995, esteve no elenco do filme ''O Monge e a Filha do Carrasco''. Nesse mesmo ano, atuou como o antagonista Juca Cipó de Irmãos Coragem.

No ano seguinte, protagonizou ''Vira-lata'' ao lado de Andrea Beltrão, Humberto Martins e Marcello Novaes.

Em 1997, foi muito elogiado pela sua interpretação como o bandido Toninho do longa ''Os Matadores''. Ainda nesse ano, viveu Léo em ''Por Amor'', personagem de destaque no grande sucesso de Manoel Carlos.

Em 1998, protagonizou ao lado de Flávia Alessandra e Alessandra Negrini a novela ''Meu Bem Querer''. Foi nessa época que Murilo e Alessandra estavam casados e pouco antes tiveram um filho, Antônio.

Em 2000, atuou no filme ''Woman on Top'', onde fez par romântico com a atriz espanhola Penélope Cruz. Em contrapartida, na TV viveu o antagonista central de ''Esplendor, Cristóvão''.

Depois, protagonizou o grande sucesso de Glória Perez, ''O Clone''. Nessa novela, consagrou-se na teledramaturgia brasileira ao interpretar quatro personagens, destacando diferenças perceptíveis entre eles com sua interpretação: na primeira fase, os irmãos gêmeos, Lucas e Diogo, jovens, e na segunda fase, Lucas mais velho e o clone de Lucas, Léo. Nessa época, inciou um relacionamento com a atriz Giovanna Antonelli, com quem teve um filho, Pietro.

Em 2001, obteve elogios unânimes da crítica, vivendo três personagens centrais do filme ''Amores Possíveis''

Em 2002, foi premiado pela sua atuação no filme ''O Homem do Ano''.

Posteriormente, viveu os protagonistas Danilo de ''Chocolate com Pimenta'', o peão Tião de ''América'' e o cômico Arthur Fortuna de ''Pé na Jaca''. Também esteve presente por três anos consecutivos no especial de fim de ano ''Os Amadores''.

Em 2004, participou do longa internacional ''Paid''.

Também fez o ambicioso vilão Dodi de ''A Favorita'', que lhe rendeu dois prêmios de melhor ator, no Melhores do Ano do programa Domingão do Faustão e do Troféu Imprensa, este dividido com Cauã Reymond, que interpretou Halley na mesma novela.

Em 2009, esteve em cartaz na série policial ''Força-Tarefa'', transmitida pela Globo, em que viveu o tenente Wilson, pelo qual ganhou o prêmio da A.P.C.A. de melhor ator de TV.

Em 2009 esteve em cartaz na série policial ''Força-Tarefa'', transmitida pela Globo, em que viveu o tenente Wilson. Em 2010 interpretou Ariclenes em ''Ti Ti Ti '',onde era rival de André Spina (Alexandre Borges), pelo qual ganhou pela segunda vez o prêmio da Troféu A.P.C.A, de melhor ator..

Em 2012 atuou na novela de enorme sucesso ''Avenida Brasil'', onde interpretava um dos protagonistas da trama, o jogador de futebol Tufão.

Em 2014 interpretou Jaime na minissérie ''Amores Roubados''. Onde fez de pai da protagonista Antônia (Isis Valverde) , também contracenou com o mocinho Leandro (Cauã Reymond), Isabel (Patrícia Pillar) , e Antônio (Germano Haiut); também nesse mesmo ano, interpretou o grande gênio da tecnologia Jonas, o protagonista da novela ''Geração Brasil''.

Em 2016, começou a dirigir o filme ''O Beijo no Asfalto'', baseado na obra de Nelson Rodrigues.

Vida Pessoal:
Na adolescência gostava de surfar com os colegas nas praias do Rio e de Niterói, mas parou após começar a trabalhar como ator. Declarou que nessa época gostava de fumar maconha com todos da sua turma de amigos e que nunca viu nada de mal nisso, apesar de ter parado ao virar ator. Começou a fumar cigarro aos 26 anos e, após mais de 10 anos de fumo, abandonou o vício. Diz que não exagera mais na bebida como na juventude e que, após anos, voltou a fazer exercícios físicos.

Em 1996 começou a namorar a atriz Alessandra Negrini. Foram morar juntos em 1997 e tiveram um filho, Antônio, nascido no mesmo ano. A união terminou em 1999 por desentendimentos constantes. Separaram-se antes mesmo de o filho fazer 2 anos de idade.

Em 1997 conheceu Carolina Ferraz e ficaram amigos, pois na época em que se conheceram ela era casada. Em 1999 Carolina já estava separada e eles iniciaram um namoro. Foram morar juntos, mas a relação durou até 2001, quando Carolina terminou por causa dos ciúmes excessivos de Murilo. Nesse mesmo ano conheceu Giovanna Antonelli. Começaram a namorar em 2002 e poucos meses depois foram viver juntos. Em 2004 se separaram por alguns meses, mas se reconciliaram e tiveram um filho, Pietro, nascido em 24 de maio de 2005. Em novembro do mesmo ano, eles se separaram por terem temperamentos diferentes, o que era causa de brigas.

Em 2006, Murilo conheceu Guilhermina Guinle e começaram a se relacionar. Em 2007, assumiram o namoro e foram morar juntos. A união terminou em julho de 2011 de forma amigável. Em dezembro de 2011, Murilo começou a sair com a cenógrafa da Rede Globo Andréa de Souza, a quem conhece desde 2006. No início de 2012, assumiram publicamente estar namorando.

Em outubro de 2012, Murilo Benício, durante uma entrevista ao programa de Marília Gabriela no canal GNT, afirmou que estava se relacionando com a atriz Débora Falabella. Após um bom tempo de especulações, os dois decidiram assumir o namoro. Segundo o ator, o casal manteve a relação em segredo durante as gravações da telenovela Avenida Brasil, já que se tinham separado de seus respectivos companheiros havia pouco tempo.

Companheira: Débora Falabella
Filhos: Pietro Antonelli Benício, Antônio Benício
Cônjuge: Guilhermina Guinle (de 2007 a 2011), Alessandra Negrini (de 1998 a 1999)