Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Regiane Alves

Regiane Alves

Nomes Alternativos: Regiane Kelly Lima Alves

87Número de Fãs

Nascimento: 31 de Agosto de 1978 (39 years)

Santo André, São Paulo - Brasil

Filha do supervisor de vendas José Monteiro Lima Alves e da dona-de-casa Maria Aparecida, desde cedo interessa pela carreira artística. Desde criança participava de concursos de poesia e festivais de dança no colégio. Aos treze anos, como modelo e manequim, já era estrela de campanhas publicitárias, comerciais de televisão e capas de revista. Entretanto devido a sua baixa estatura (1,66 m) não teria êxito nessa profissão. Aos 17 anos, estudante de comunicação, fez seu primeiro curso de teatro, em São Caetano do Sul.

Em 1996, Regiane cursou a Oficina de Atores da Rede Globo e foi reprovada no teste para a novela Malhação. Ela voltou para São Paulo e para o curso de publicidade. Mas em pouco tempo, já viajava pelo país com uma peça de teatro.

Em 1998, Regiane fez sua primeira telenovela, Fascinação, com papel de protagonista, no SBT. A atriz seria surpreendida, uma vez que a novela foi originalmente feita para ser exibida no México devido a um acordo entre o SBT e a Televisa, porém Silvio Santos decidiu exibi-la também no Brasil para concorrer com a novela Torre de Babel da Rede Globo.

Já no ano seguinte emplacou em Meu Pé de Laranja Lima, na Rede Bandeirantes.

Sua primeira minissérie, em 2000, foi A Muralha, durante esse trabalho faria um ensaio sensual para o site The Girl do Portal Terra. Depois faria a novela Laços de Família, como a mimada Clara, e após isso fez Desejos de Mulher como Letícia.

Em 2002, faz um ensaio fotográfico sensual para a revista Vip.

Seu reconhecimento como atriz, veio em Mulheres Apaixonadas, com a personagem Dóris. Uma menina arrogante, que maltratava e humilhava os avós, interpretados por Carmem Silva e Oswaldo Louzada. A ação social da novela de Manoel Carlos, na denúncia contra a violência e o preconceito contra os idosos, juntamente com a Campanha da Fraternidade da Igreja Católica de 2003 (Fraternidade e Pessoas Idosas – Vida Dignidade e Esperança) seriam responsáveis pela mobilização nacional que ressuscitaria no Congresso Nacional o projeto de lei que criaria o Estatuto do Idoso que estava paralisado desde 1997.

A elogiada atuação de Regiane, bem como a repercussão e a sensualidade de sua personagem Dóris, lhe rendeu a capa da edição brasileira da revista Playboy, na edição de aniversário de 28 anos da revista, em agosto de 2003. Também aparece nua no filme Onde Anda Você de 2004. Sendo que na vida real, Regiane se diz 'tímida', critica a superexposição e que tenta passar discretamente, sem mostrar ou estampar alardes na vida pessoal.

Na novela Cabocla teve como destaque o casal Neco e Belinha, interpretado por Danton Mello e Regiane, num romance que, muitas vezes, se destacou mais que o dos protagonistas Zuca (Vanessa Giácomo) e Luís (Daniel de Oliveira). Regiane conquistou o público com sua doce personagem.

Entre 1996 a 1999, foi casada com o publicitário Carlos Augusto Nogueira. Em 2000, se casou com o assistente de direção André Felipe Binder, esse casamento, porém durou até 2004, quando divorciou-se..

Em 2006 Regiane atuou em Páginas da Vida, em que fez sua terceira vilã, em mais uma novela do autor Manoel Carlos, a primeira em Laços de Família, e a segunda em Mulheres Apaixonadas.

Em 2008 atuou na telenovela Beleza Pura onde interpretou a primeira protagonista na Rede Globo, Joana.

Em 10 de outubro de 2009, após quatro anos juntos, a atriz se casa com o músico Thiago Antunes em uma cerimônia discreta na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Em maio de 2010, a atriz confirma sua separação do músico.

Em 2010, Regiane atuou na telenovela Tempos Modernos da Rede Globo com a personagem Goretti. Além de atuar na televisão, Regiane Alves também tem se dedicado ao teatro e ao cinema.