Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Edson Celulari

Edson Celulari

Nomes Alternativos: Edson Francisco Celulari

55Número de Fãs

Nascimento: 20 de Março de 1958 (59 years)

Bauru, São Paulo - Brasil

Edson Francisco Celulari (Bauru, 20 de março de 1958) é um ator brasileiro.

Aos dezesseis anos, mudou-se para São Paulo, para estudar na EAD (Escola de Arte Dramática da USP).

Considerado um dos homens mais bonitos da televisão brasileira, sua carreira televisiva se inicou em 1978, com uma participação na novela Salário Mínimo, na extinta Rede Tupi. Ainda nessa emissora, no ano seguinte, atuaria em Gaivotas.

Em 1980, transferiu-se para a Rede Globo, onde fez sua estréia na novela Marina. Depois, participou da primeira versão de Ciranda de Pedra e, em 1982, viveu seu primeiro grande papel na TV, o Carlos de O Homem Proibido.
Em 1984, despontou de bastante destaque como Tomás de Amor com Amor se Paga.
Um dos atores preferidos deSílvio de Abreu, esteve no elenco de pelo menos seis novelas assinadas pelo autor, entre elas, Cambalacho, em 1986, e Sassaricando em 1987.
Em 1988, transfere-se para a Bandeirantes a fim de protagonizar a minissérie Chapadão do Bugre.
Em 1989, foi o protagonista de Que Rei Sou Eu? ao lado da atriz Giulia Gam. No ano seguinte, transferiu-se para o SBT e atuou no fracasso de audiência Brasileiros e Brasileiras.
Em 1992, de volta a Globo, protagonizou ao lado de sua esposa, Cláudia Raia, a novela Deus nos Acuda.
Em 1993, voltou a fazer par romântico com Giulia Gam ao protagonizar Fera Ferida.
Em 1995, fez o protagonista Mariel da minissérie Decadência e, no mesmo ano, encarnou o empresário Júlio, mocinho da novela Explode Coração, que disputa o coração da jovem cigana Dara com o destemido cigano Igor.
Em 1998, após dois anos afastado da TV, protagonizou a minissérie Dona Flor e Seus Dois Maridos. Depois, co-protagonizou a novela Torre de Babel, em que chegou a contracenar com sua esposa, Cláudia Raia, a grande vilã da história.
Em 1999, viveu Solano, o protagonista da novela Vila Madalena. Posteriormente, em 2000, viria a protagonizar a minissérie Aquarela do Brasil.
Em 2002, voltou as novelas como o artista Jean de 'Sabor da Paixão e, em 2004, deu vida a Ciccillo Matarazzo na minissérie Um Só Coração.
Em 2005, vive o empresário Glauco de América, que acaba por se envolver com a melhor amiga da filha.
Em 2008, voltou ao posto de protagonizar ao dar vida ao piloto de avião Guilherme, de Beleza Pura.
Em 26 de julho de 2010, Cláudia e Edson anunciam o fim do casamento de forma amigavel.
Em 2012 participou do remake de Guerra dos Sexos, na qual já havia participado na versão original. Porém, desta vez interpreta o atrapalhado Felipe, originalmente vivido por Tarcísio Meira.
Em 2014, interpretou João Paulo Gil, um biólogo que sofre de teriantropia, agindo como um puma, na série do GNT, Animal, além de voltar às novelas em Alto Astral, contracenando mais uma vez com Christiane Torloni, que foi sua esposa em América.

Em junho de 2016, o ator descobriu que estava com linfoma não-Hodgkin, um tipo de câncer que afeta o sistema linfático. Após cinco meses de tratamento, e inúmeras sessões de quimioterapia e radioterapia, Edson Celulari anunciou que estava completamente livre da doença.

Cônjuge: Cláudia Raia (de 1993 a 2010)
Filhos: Enzo Celulari, Sophia Raia