Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Odete Lara

Odete Lara

Nomes Alternativos: Odete Righi Bertoluzzi

67Número de Fãs

Nascimento: 17 de Abril de 1929 (85 years)

Falecimento: 4 de Fevereiro de 2015

São Paulo, São Paulo - Brasil

Odete Righi Bertoluzzi, mais conhecida como Odete Lara, foi uma atriz, cantora e escritora brasileira.

Filha única de imigrantes do norte da Itália, seu pai, Giuseppe Bertoluzzi, era originário de Belluno, e Ssua mãe, Virgínia Righi, cometeu suicídio quando Odete tinha seis anos. Por esse motivo foi internada num orfanato de freiras e depois levada para a casa de sua madrinha. Odete se apegou fortemente ao pai, seu único referencial afetivo. Mas vitimado por uma tuberculose, Giuseppe foi obrigado a ficar afastado da filha. Giuseppe também se matou quando Odete tinha 18 anos, deixando a filha órfã.

Seu primeiro emprego foi como secretária e datilógrafa. Foi uma amiga que estimulou Odete Lara a fazer curso de modelo no Museu de Arte Moderna de São Paulo e participou do primeiro desfile da história da moda brasileira realizado no próprio MASP.

A beleza de Odete deslumbrou Otomar dos Santos, que a indicou para a então recém-inaugurada TV Tupi de Assis Chateaubriand.

Na televisão, Odete Lara começou como garota-propaganda. Em seguida participou da versão televisiva de Luz de Gás, com Tônia Carrero e Paulo Autran, depois Branca Neve e os sete anões, onde interpretou a Rainha Má.

Odete Lara se tornou estrela do TV de Vanguarda, uma das maiores atrações da TV Tupi. Algumas telenovelas em que atuou nessa emissora foram As Bruxas, A Volta de Beto Rockfeller e Em Busca da Felicidade.

Foi contratada pelo grupo teatral do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e estreou na peça Santa Marta Fabril S/A, dirigida por Adolfo Celi.

Seu primeiro filme foi O gato de madame, ao lado de Mazzaropi, a convite do autor Abílio Pereira de Almeida.

Também foi cantora no show Skindô ao lado de Vinícius de Moraes. Esse show foi gravado em disco. Também cantou no espetáculo Eles e Ela, com Sérgio Mendes, Meu refrão, com Chico Buarque e Quem samba fica, com Sidnei Miller. Outro disco que participou foi Contrastes.
Odete Lara abandonou sua carreira no auge, converteu-se ao budismo e partiu para um auto-exílio num sítio nas montanhas de Nova Friburgo, RJ.

Publicou três livros autobiográficos: Eu Nua, Minha Jornada Interior e Meus Passos na Busca da Paz. Traduziu várias obras do budismo.

Foi casada com o dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho e com o diretor de cinema Antonio Carlos Fontoura. Namoradeira assumida, também teve um caso com o novelista Euclydes Marinho.

Morou por muitos anos em seu sitio em Friburgo, mas por problemas graves de saúde, retornou a capital carioca e morou no bairro tradicional do Flamengo, com uma dama de companhia.