Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Sidney Lumet

Sidney Lumet

Nomes Alternativos: Sidney Arthur Lumet

717Número de Fãs

Nascimento: 25 de Junho de 1924 (86 years)

Falecimento: 9 de Abril de 2011

Philadephia, Pennsylvania - Estados Unidos da América

Diretor de grandes clássicos do cinema como 12 Homens e uma Sentença, Um Dia de Cão e Rede de Intrigas. Ganhou o Oscar Honorário em 2005.

Morreu nesta manhã (09/04/2011) aos 86 anos, o cineasta Sidney Lumet, vítima de um linfoma. Ele estava em sua casa, em Manhattan. A notícia foi dada por sua filha, Leslie Gimbel.

Indicado cinco vezes ao Oscar, quatro por direção e uma por roteiro adaptado, Lumet nunca venceu, mas foi homenageado em 2005 com o Oscar honorário. Talvez os seus filmes fossem viscerais demais para a Academia na época. Lumet ajudou a definir, nos anos 70, ao lado de William Friedkin, Martin Scorsese, Brian De Palma e outros, uma geração de Hollywood que sabia refletir sobre os filmes que fazia.

"O objetivo de todos os filmes é entreter, mas o tipo de filme em que eu acredito vai um passo adiante, compele o espectador a examinar uma faceta ou outra de sua própria consciência", escreveu o diretor de Serpico (1973), Um Dia de Cão (1975) e Rede de Intrigas (1976). Seu livro Fazendo Filmes, editado no Brasil pela Rocco, é um interessante testemunho dessa visão de mundo.

Não por acaso, tramas com teor social que combinavam decisões morais e atos de coragem, envolvendo preconceito, corrupção e traição, foram uma constante em seu trabalho - até o último deles, Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto, de 2007. Lumet fazia questão de trazer a realidade para dentro de seus filmes. "As locações são personagens em meus filmes", disse certa vez sobre a decisão de filmar em Nova York. "A cidade é capaz de retratar o clima que uma cena exige."

Filho de um ator e uma dançarina, Lumet estreou no Yiddish Art Theater em Nova York aos quatro anos. Trabalhando como ator até os anos 50, quando trocou de função e passou a ser diretor de TV. Em 1957 ele estreou no cinema na direção de Doze Homens e Uma Sentença, que lhe rendeu a sua primeira indicação ao Oscar.

Ao New York Times, em 2007, Lumet falou sobre o reconhecimento tardio da Academia do Oscar. "Eu queria um, diabos, e senti que eu merecia um.".

Cônjuges:
Rita Gam (1949–1954)
Gloria Vanderbilt (1956–1963)
Gail Jones (1963–1978)
Mary Gimbel (1980–2011)

Filhas: Jenny Lumet, Amy Lumet