Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Paul Newman

Paul Newman

Nomes Alternativos: Paul Leonard Newman

886Número de Fãs

Nascimento: 26 de Janeiro de 1925 (83 years)

Falecimento: 26 de Setembro de 2008

Shaker Heights, Ohio - Estados Unidos da América

Paul Leonard Newman, foi um ator, dublador, produtor, empresário, filantropo e diretor cinematográfico dos Estados Unidos. Um dos grandes símbolos sexuais dos anos 60.

Filho de um bem sucedido comerciante de artigos esportivos, Newman começou a carreira em peças do colégio e, após obter a dispensa da marinha americana em 1946, foi estudar no Kenyon College. Após a formatura, ele passou um ano na Yale Drama School indo depois para Nova Iorque, onde entrou para a renomada escola de formação de atores Actors Studio, dirigida por Lee Strasberg.

Depois de sua primeira aparição na Broadway em 'Picnic'' (1953), onde ele conhece a atriz estreante Joanne Woodward, a camaradagem entre os dois jovens aspirantes ao estrelato logo se transformaria em grande amizade - e, mais tarde, num romance apaixonado. Na época, Paul ainda estava casado com Jackie Witte, com quem ele teve três filhos, um menino, Scott (1950–1978), e duas meninas, Susan (nascida em 1953) e Stephanie Kendall (nascida em 1954); graças a essa peça foi-lhe oferecido um contrato pela Warner Bros. Seu primeiro filme, ''Cálice Sagrado/The Silver Chalice'', (1954), foi quase o seu último: considerou sua performance muito ruim e publicou um anúncio de página inteira num jornal pedindo desculpas a quem tivesse visto o filme. Nesse mesmo ano de 1954, Newman apareceu em um teste de tela com James Dean, dirigido por Gjon Mili, para ''Vidas Amargas/East of Eden'', lançado em 1955. Newman foi testado para o papel de Aron Trask, Dean para o papel do irmão gêmeo de Aron, Cal. Dean ganhou sua parte, mas Newman perdeu para Richard Davalos. Nesse mesmo ano, ele co-estrelou com Eva Marie Saint e Frank Sinatra em uma transmissão ao vivo e colorida de ''Our Town'', uma adaptação musical da peça teatral de Thornton Wilder.

Newman, que também substituiu James Dean após a morte de Dean como boxeador em uma adaptação televisiva de AE ​​Hotchner de uma história de Hemingway, "The Battler", transmitida ao vivo em 18 de outubro de 1955, e dirigido por Arthur Penn. Essa performance levou ao seu papel de Rocky Graziano no filme. ''Marcado pela Sarjeta/Somebody Up There Likes Me'', em 1956. A conexão com Dean teve ressonância duas outras vezes, já que Newman foi escalado para dois papéis principais, originalmente destinados a Dean, como Billy the Kid em ''Um de Nós Morrerá/The Left Handed Gun'' e como Rocky Graziano em '''Marcado pela Sarjeta''', ambos filmados após a morte de Dean em uma colisão de automóveis.

Saiu-se muito melhor em ''Marcado pela Sarjeta'' (1956), onde deu vida ao boxeador Rocky Graziano e foi aclamado pela crítica por sua grande atuação. O papel foi originalmente cogitado para James Dean, mas com sua morte antes do começo das filmagens, Newman, que havia feito vários testes para filmes com o falecido colega, acabou escolhido para o papel.

Em 1958, Paul se casa com Joanne Woodward, os dois haviam de terminado recentemente ''Mercador de Almas/The Long, Hot Summer'', ele ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes de 1958 por este filme.

Com ''Gata em Teto de Zinco Quente/Cat on a Hot Tin Roof'', ao lado de Elizabeth Taylor, ele obteve mais elogios da crítica e do público. O filme foi um sucesso de bilheteria, e Newman conquistou sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Ator. Paul, tornou-se um líder de bilheterias na década seguinte estrelando filmes como ''Exodus (1960), de Otto Preminger; ''Desafio à Corrupção/The Hustler'' (1961), de Robert Rossen, que lhe valeu sua segunda indicação Oscar de Melhor Ator; ''O Indomado/Hud'' (1963), com Patricia Neal, recebeu elogios de todos e obteve sua terceira indicação ao Oscar de Melhor Ator; ''Criminosos não Merecem Prêmio/The Prize'' (1963), com Edward G. Robinson e Elke Sommer.

Em 1964, aproveitando um intervalo entre as filmagens, Newman volta ao teatro. Desta vez mostrando o seu lado de comediante, a peça é ''Baby Want a Kiss'', em que contracena com sua esposa Joanne Woodward - ela revela igualmente um talento insuspeitado para a comédia. Mas a parte do leão, porém, fica mesmo com Newman: ''Divertido, admirável, inteligente...'', diz a crítica.

Esse grande sucesso teatral contrasta com o resultado negativo do filme ''Quatro Confissões/The Outrage'' (1964), uma versão pretensiosa do elogiado filme japonês Rashomon, de Akira Kurosawa - mas que Newman considera uma de suas melhores atuações -, e ''Lady L'', um razoável sucesso de bilheteria, que só serve á glorificação de Sophia Loren.

Mas em 1967, é novamente indicado para o Oscar de Melhor Ator por sua interpretação brilhante em ''Rebeldia Indomável/Cool Hand Luke''.

Em 1973, ele se juntou ao ator Robert Redford e ao diretor George Roy Hill para fazer 'Butch Cassidy/Butch Cassidy and the Sundance Kid (1969). Baseado em fatos, o filme conta a história dos bandidos do oeste selvagem Robert LeRoy Parker, conhecido como Butch Cassidy ( Paul Newman ), e seu parceiro Harry Longabaugh, o " Sundance Kid " ( Robert Redford ), fugindo de um invadir a posse dos EUA após uma série de assaltos a trens, o filme foi o de maior bilheteria lançado em 1969.

A dupla trabalharia junta quatro anos depois em ''Golpe de Mestre/The Sting'', de George Roy Hill, outro grande sucesso de Newman e vencedor do Oscar de melhor filme de 1973. Em 2005, ''Golpe de Mestre'', foi selecionado para preservação no Registro Nacional de Cinema da Biblioteca do Congresso dos EUA como sendo "cultural, histórica ou esteticamente significativa".

''Inferno na Torre/The Towering Inferno'' (1974), de John Guillermin, tem Paul Newman e Steve McQueen, como protagonistas, e um elenco glorioso que conta entre outros com William Holden, Faye Dunaway, Fred Astaire, Jennifer Jones, Richard Chamberlain, Robert Wagner... O filme foi o de maior bilheteria de 1974. O filme foi indicado a oito Oscar ao todo, vencendo três.

Também produziu e dirigiu muitos filmes de qualidade, incluindo ''Rachel, Rachel'' (1968), estrelado pela esposa Joanne Woodward e com o qual foi premiado com o Globo de Ouro de Melhor Diretor além de ter levado o New York Film Critics Circle Awards de Melhor Direção; além dos elogiados ''O Preço da Solidão/The Effect of Gamma Rays on Man-in-the-Moon Marigolds'' (1972), que valeu a Joanne Woodward, o Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes, e Newman, concorreu a Palma de Ouro de Melhor Filme; ''A Caixa de Surpresas/The Shadow Box (1980), feito para TV, que ganhou o Globo de Ouro de Melhor Telefilme do Ano; ''Algemas de Cristal/The Glass Menagerie'' (1987), baseado na obra de Tennessee Williams, com sua Joanne Woodward, este foi o último filme dirigido por Newman.

Recebeu ainda indicações ao Oscar de Melhor Ator pelos filmes ''Ausência de Malícia/Absence of Malice'' (1981); ''O Veredicto/The Verdict'' (1982), de Sidney Lumet, muito elogiado pela crítica e público.

Indicado dez vezes pela Academia, finalmente venceu por sua atuação em ''A Cor do Dinheiro/The Color of Money'' (1986) de Melhor Ator, com Tom Cruise. Por curiosidade, no ano anterior havia recebido um Oscar especial pelo conjunto da carreira.

Fazendo menos filmes na década de 1990, e se dedicando mais à sua fábrica de molhos e condimentos, Newman's Own (com a qual ganhou mais dinheiro que no cinema, porém dedicou quase todo o lucro à caridade e à sua equipe de corridas), pelo filme ''O Indomável: Assim é Minha Vida/Nobody's Fool'' (1994), recebeu mais uma indicação ao Oscar de Melhor Ator. Vencendo no Berlin International Film Festival e dos New York Film Critics Circle Awards, o Prêmio de Melhor Ator.

Paul reapareceu em grande estilo, já aos 77 anos, em ''Estrada para Perdição/Road to Perdition'' (2002), trabalhando com Tom Hanks e o futuro James Bond, Daniel Craig, e foi novamente indicado ao Oscar, desta vez como Ator Coadjuvante. Este foi seu último filme para o cinema, mas fez a voz em um desenho da Disney ''Carros/Cars'' (2006), como Doc Hudson.

Em 2003, Newman apareceu em um renascimento da Broadway de Wilder's Our Town, recebendo sua primeira indicação ao Tony Award por sua performance. A PBS e a rede de TV a cabo Showtime exibiram uma gravação da produção, e Newman foi indicado ao Emmy Award, por Melhor Ator Principal em Minissérie ou Filme para TV.

VIDA PESSOAL

Sua paixão pelo automobilismo e pela velocidade foram famosas. Apesar de daltônico, dos anos 70 aos 90, Newman se destacou como piloto amador, correndo em carros esporte nos Estados Unidos e na Europa, onde chegou a conseguir um segundo lugar na categoria esporte das 24 Horas de Le Mans com um Porsche 935. Nos anos 1980 se envolveu com a Fórmula Indy, onde se tornou sócio-proprietário da equipe Newman-Haas Racing, equipe vencedora dos quatro últimos títulos da Champ Car. Aos setenta anos, foi o mais velho piloto a vencer uma corrida de prestígio, ao fazer parte do time de pilotos do carro que venceu as 24 Horas de Daytona de 1995.

Seu filho Scott Newman, que apareceu em filmes como ''O Trem do Inferno/Breakheart Pass'', ''Inferno na Torre/The Towering Inferno'' e o filme ''Fraternity Row'', morreu em novembro de 1978 por overdose de drogas. Newman iniciou o Scott Newman Center para prevenção de abuso de drogas em memória de seu filho.

Em junho de 2008, foi amplamente divulgado na imprensa que ele havia sido diagnosticado com câncer de pulmão e estava recebendo tratamento para a doença no hospital Sloan-Kettering , na cidade de Nova York. AE Hotchner, que fez parceria nos anos 80 com Newman para iniciar o Newman's Own, disse à Associated Press em entrevista em meados de 2008, que Newman havia lhe dito sobre ser atingido pela doença cerca de 18 meses antes. O porta-voz de Newman disse à imprensa que a estrela estava "indo bem", mas não confirmou nem negou que ele tinha câncer. O ator era um fumante pesado de cigarro até que ele saiu em 1986.

Em agosto, após encerrar as sessões de quimioterapia contra o câncer, o ator Paul Newman foi informado de que teria poucas semanas de vida e pediu aos médicos e a seus familiares para deixar o hospital e ser levado à sua casa, em Westport, no estado americano de Connecticut, onde morreu em 26 de setembro de 2008, rodeado dos seus familiares e amigos, incluindo a sua esposa, Joanne Woodward, com quem esteve casado 50 anos e os seus filhos. O seu corpo foi cremado, após um serviço fúnebre privado, perto da sua casa, em Westport.

Cônjuge: Joanne Woodward (de 1958 a 2008), Jackie Witte (de 1949 a 1958)
Filhos: Scott Newman, Nell Newman, Melissa Newman, Claire Olivia Newman, Susan Kendall Newman, Stephanie Newman

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.