Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Cláudia Abreu

Cláudia Abreu

Nomes Alternativos: Cláudia Abreu Fonseca

448Número de Fãs

Nascimento: 12 de Outubro de 1970 (47 years)

Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Cláudia Abreu Fonseca (conhecida pelos íntimos como "Cacau" devido à sua paixão por chocolate) iniciou sua carreira no Tablado (tradicional companhia de teatro, fundada por Maria Clara Machado, em 1951, no Rio de Janeiro) pelas mãos de seu tio Ovídio que, apesar de não ser ator de carreira, encenava peças pela companhia como uma espécie de 'segunda profissão'. Na época, não era fácil juntar-se à companhia. O tio, no entanto, conseguiu uma vaga para os irmãos mais velhos de Cláudia, que não demonstraram interesse pela oportunidade. Cláudia aceitou a oferta por curiosidade, e passou a fazer o curso como uma espécie de atividade extracurricular. Para sua surpresa, começaram a surgir várias oportunidades de testes para comerciais, convites para grupos de teatro infantil e outros trabalhos. Aos quinze anos, a jovem atriz foi chamada para um teste de telenovela na Rede Globo. Em suas próprias palavras, o retorno foi imediato — quando percebeu, já era atriz profissional.
De sua experiência no Tablado, Cláudia destaca a chance de interpretar o papel principal em O Despertar da Primavera, que estimulou seu interesse pelo teatro. Graças a essa montagem, acabou sendo convidada para seu primeiro trabalho na televisão, que a catapultou para o conhecimento do grande público e, eventualmente, para o estrelato.
Em 1986, fez sua estréia na Rede Globo, ao participar de um episódio do extinto Teletema. O programa nem havia ido ao ar e a atriz já estava escalada para despontar em um dos papéis principais da novela Hipertensão. Na trama, interpretou Luzia, personagem que morria por volta do capítulo 100. Num emendo, integrou o elenco da novela O Outro.
Com o surgimento de tantos trabalhos, foi estudar à noite para completar os estudos. Embora fosse boa aluna, não chegou a prestar vestibular e resolveu voltar aos bancos de escola após os 30 anos, cursando faculdade de Filosofia. A seriedade com que encara a profissão é demonstrada pela decisão de voltar a estudar e pela busca por experiências desafiadoras e bons personagens, sempre interessada na diversificação de papéis, gêneros dramatúrgicos e meios de representação.