Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Cary Grant

Cary Grant

Nomes Alternativos: Archibald Alexander Leach

896Número de Fãs

Nascimento: 18 de Janeiro de 1904 (82 years)

Falecimento: 29 de Novembro de 1986

Horfield, Bristol - Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte

Cary Grant, foi um ator estadunidense nascido na Inglaterra, conhecido como um dos atores definitivos da era clássica de Hollywood. Ele era conhecido por seu sotaque transatlântico, comportamento afável, atitude alegre ao atuar e senso de timing cômico. Como ícone de elegância masculina, costuma aparecer em publicações de moda, e como lenda do cinema não deixa de despertar interesse e motivar discursos nostálgicos sobre os bons tempos em que a relação entre os astros, a câmera e o público era muito menos artificial que hoje em dia.

Trabalhou então como lanterninha de cinema, vendeu gravatas e fez espetáculos mambembes de variedades. Ao se mudar para Hollywood, sua bela aparência chamou a atenção de Ben Schulberg, da Paramount. Seu nome, porém, era um obstáculo; era urgente mudá-lo, e foi assim que nasceu "Cary Grant".

A estreia na carreira artística veio em 1932, no obscuro musical Esposa Improvisada, mas a primeira grande oportunidade chegaria com o diretor Josef von Stenberg, que o escolheu para fazer par com Marlene Dietrich em Vênus Loira. Em seguida, atuou em cerca de vinte filmes até chegar ao estrelato em 1935, com o filme Vivendo em Dúvida (Sylvia Scarlett), ao lado de Katharine Hepburn.

Em 1933, durante um almoço no estúdio, ele conheceu o ator Randolph Scott, o qual, segundo se sabia, era amante do milionário Howard Hughes. Acredita-se que atração entre eles foi imediata e recíproca, e os dois passaram a ter uma relação homossexual e Scott até se mudou para o apartamento de Grant. Muitos produtores chegaram a ameaçá-los de não lhes oferecerem trabalho se não passassem a morar em casas separadas. Assim, face às pressões impostas pela sociedade, Grant nunca chegou a assumir publicamente este que teria sido o grande amor secreto de sua vida.

A fama internacional ele a conquistou em 1946, quando atuou ao lado de Ingrid Bergman no filme de Alfred Hitchcock, Interlúdio (Notorious), fama consolidada em 1957 com Tarde Demais para Esquecer. Nesse ano, quando se achava casado com a atriz Betsy Drake, apaixonou-se perdidamente por Sophia Loren, mas esta não o quis por já se achar seriamente envolvida com o produtor italiano Carlo Ponti. Em seguida, casou-se a atriz Dyan Cannon, sua quarta esposa, da qual se divorciou em 1976. Teve com ela uma filha, Jennifer Grant. Em 15 de abril de 1981, Cary casou-se pela última vez, com a atriz Barbara Harris.

É mais conhecido por suas parcerias com grandes diretores, como Alfred Hitchcock e Howard Hawks, e pela elegância que sempre demonstrou nas telas.

Ele foi indicado duas vezes ao Oscar nos anos 40 pelos filmes "Serenata Prateada" (Penny Serenade, 1941), e "Apenas Um Coração Solitário" (None but the lonely heart, 1944)], mas, por ser um dos primeiros atores independentes dos grandes estúdios, não obteve o prêmio durante seus anos de atividade. Somente em 1970 a Academia lhe deu um Oscar por sua carreira.

Cary Grant quase morreu no palco. Teve uma hemorragia cerebral fulminante ao sair do Teatro Adler, em Davenport, Iowa, onde ensaiava o espetáculo Uma conversa com Cary, aos 82 anos. Seu corpo foi levado para Los Angeles onde, conforme sua vontade, foi cremado sem qualquer cerimônia fúnebre.

Faleceu aos 82 anos de hemorragia cerebral. Seu corpo foi cremado e as cinzas espalhadas na Califórnia.

Cônjuge: Barbara Harris (de 1981 a 1986), Dyan Cannon (de 1965 a 1968), Betsy Drake (de 1949 a 1962), Barbara Hutton (de 1942 a 1945), Virginia Cherrill (de 1934 a 1935)
Filha: Jennifer Grant

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.