Você está em
  1. > Home
  2. > Artistas
  3. > Humphrey Bogart

Humphrey Bogart

Nomes Alternativos: Humphrey DeForest Bogart

808Número de Fãs

Nascimento: 25 de Dezembro de 1899 (57 years)

Falecimento: 14 de Janeiro de 1957

New York City, New York - Estados Unidos da América

Foi um ator de cinema e teatro dos Estados Unidos, eleito pelo American Film Institute como a maior estrela masculina do cinema norte-americano de todos os tempos.
Conhecido pelo público como Bogie ou Bogey (preferia ser chamado de Bogie), é considerado um dos grandes mitos do cinema e ganhou o Oscar de melhor ator de 1951 por seu papel em Uma Aventura na África.

Batizado como Humphrey DeForest Bogart, ele era o filho mais velho de Belmont DeForest Bogart e Maud Humphrey. Seu pai era um médico cirurgião e a mãe artista gráfica de sucesso. Viveu confortavelmente no bairro de Upper West Side, em Nova York, e estudou em uma escola particular prestigiada, a Trinity School, e posteriormente na Escola preparatória Phillips Academy em Andover, Massachusetts. A princípio pensou em estudar medicina na Universidade de Yale, mas seus planos não se concretizaram por ter sido expulso da escola preparatória por comportamento rebelde. Depois disso dirigiu caminhões por algum tempo.
Por ter nascido no Natal de 1899, Bogie foi batizado como "o homem do século passado". Bogart se alistou na Marinha para combater na Primeira Guerra Mundial. Em 1918, o barco que estava foi atacado por submarinos e um fragmento de madeira rasgou sua boca, afetando sua maneira de falar para o resto da vida.

Humphrey Bogart começou sua carreira nos palcos do Brooklyn em 1921, sem nunca cursar aulas de teatro. Entre 1922 e 1925, ele apareceu em 21 produções da Broadway. Na época, Bogart conheceu Helen Menken. Eles se casaram em 1926 e se separaram um ano depois. Em 1928, ele se casou com a atriz Mary Philips.
Em 1934, Bogart atuou na peça "Invitation to a Murder". O produtor Arthur Hopkins o viu na peça e o escolheu para fazer parte do elenco de The Petrified Forest. A peça teve 197 apresentações em Nova York, Bogart representou o papel de Duke Mantee. Para esse personagem, um sinistro e perigoso fugitivo da cadeia, Bogart ousou na interpretação, fazendo com que o personagem andasse lentamente e encurvado, pois, segundo ele, era como ficaria se ficasse longos anos presos à correntes e bolas de aço que se usava nos presídios da época.
Quando a Warner Bros comprou os direitos da peça para filmá-la, assinou contrato com o protagonista Leslie Howard. A Warner iniciou então testes para o papel de Duke Mantee, Howard insistiu na contratação de Bogart. Sendo assim, em 1936 o filme A Floresta Petrificada foi lançado, contando ainda com a participação de Bette Davis. Bogart recebeu excelentes elogios.
Mary Philips recusou-se a seguir o marido até Hollywood e pouco depois eles acabaram se divorciando. Em 1938, Bogart casa-se pela terceira vez, agora com a atriz Mayo Methot. O casamento com Mayo foi desastroso, ela era paranóica quando bebia e convencida que o marido a traía gerava várias discussões (o "ponto final" no casamento deles foi provavelmente Casablanca (1943), quando Mayo o acusou de ter um caso com Ingrid Bergman. Mas Bogie ia segurar o casamento até sua "válvula de escape", Betty "Lauren" Bacall). No filme "Casablanca" surgiu uma das lendas do cinema, a frase que ficaria famosa e que Bogart nunca a disse: -Toque de novo Sam! (no original: Play it again, Sam!)
Em 1938, Bogart apareceu em um musical chamado Swing Your Lady no papel de um promoter. No ano posterior apareceu no filme The Return of Doctor X. Ambos filmes sem muita projeção. Entre 1936 e 1940, a Warner não lhe deu bons papéis, mas ele mesmo assim não recusava os papéis que lhe eram dados para não ser dispensado. Ele fez filmes como Racket Busters, San Quentin e You Can't Get Away With Murder. Seu melhor papel da época foi em Dead End de 1937. Também trabalhou em vários filmes como ator (coadjuvante/secundário), entre eles o sucesso Anjos de Cara Suja. Uma característica de seus papéis dessa época, e a de que ele "morria" em quase todos os filmes.

Em 1941, Bogart atuou como protagonista em Seu Último Refúgio, um roteiro que teve a participação de John Huston, seu parceiro de farra. No mesmo ano, também atuou no clássico film noir Relíquia Macabra, com John Huston assumindo a direção. Neste filme, ele fez o papel de Sam Spade, um investigador particular. O filme foi considerado pelo crítico de cinema Roger Joseph Ebert e pela revista Entertainment Weekly como um dos melhores filmes de todos os tempos e recebeu três indicações ao Oscar.
Depois de tantos filmes de gangsters, policiais, bandidos e mocinhos, Bogart pela primeira vez faz um filme romântico/dramático, Casablanca. Lançado em 1942, o filme é um dos maiores clássicos do cinema mundial. Interpreta Rick Blaine, o dono de um clube na cidade de Casablanca no Marrocos. Durante as filmagens, ele e Ingrid Bergman, a protagonista feminina, quase não se falaram. Ela diria tempos depois: "Eu o beijei mas nunca o conheci". Bogart foi indicado ao Oscar de melhor ator mas não venceu, embora Casablanca tenha vencido na categoria de melhor filme.

Durante as filmagens de Uma Aventura na Martinica em 1944, Bogart conheceu aquela que seria sua quarta esposa e a que lhe traria o casamento mais feliz, a jovem atriz Lauren Bacall, ou Baby (como a chamava por ser 25 anos mais nova). Eles se casaram em 1945 e fizeram no ano seguinte o filme À Beira do Abismo já como marido e mulher.
Em 6 de janeiro de 1949, Lauren deu a luz ao primeiro filho do casal, Stephen Humphrey Bogart (apelidado de Steve, em honra ao personagem de Bogie em Uma Aventura na Martinica) e depois, em 23 de agosto de 1952, eles tiveram uma menina, Leslie Howard Bogart. O nome foi em homenagem ao ator Leslie Howard que ajudou Bogart no início da carreira.
Hoje Stephen tem três filhos, Jamie e Richard e uma menina (agora modelo) Brooke.

De 1943 até 1955, Bogart fez vários filmes interpretando diferentes personagens. Em 1949, ele fundou sua própria produtora, a Santana Productions.
No ano de 1951, Bogart fez o filme Uma Aventura na África contracenando com Katharine Hepburn num duelo memorável de interpretações e dirigido por John Huston. Este foi seu primeiro filme colorido e seu trabalho como o barqueiro Charlie Alnutt fez com que conquistasse finalmente o Oscar de melhor ator.
Em 1954, filmou A Nave da Revolta, baseado no livro homônimo de Herman Wouk, que ganhou o Prêmio Pulitzer em 1951, no papel do esquizofrênico Capitão Queeg. No mesmo ano ainda participou de Sabrina com Audrey Hepburn e William Holden e de A Condessa Descalça, com Ava Gardner.
Seu último trabalho foi em A Trágica Farsa de 1956 no papel de Eddie Willis, um jornalista esportivo que vira promotor de boxe.

Bogart bebia e fumava muito e teve câncer no esôfago. Em 1956, fez uma cirurgia para retirar o esôfago e dois linfomas, mas acabou por morrer em coma no dia 14 de janeiro de 1957. Encontra-se sepultado no Forest Lawn Memorial Park (Glendale), Glendale, Los Angeles, nos Estados Unidos.

Cônjuge: Lauren Bacall (de 1945 a 1957), Mayo Methot (de 1938 a 1945), Mary Philips (de 1928 a 1937), Helen Menken (de 1926 a 1927)
Filhos: Stephen Humphrey Bogart, Leslie Howard Bogart